A poucos dias de eleições em Israel, o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, disse que o presidente Barack Obama está comprometido com uma solução de dois estados para pôr um fim ao conflito israelo-palestiniano, segundo a AFP. Kerry disse que Obama espera que, seja qual for o resultado eleitoral em Israel, seja possível caminhar nessa direção.

“A posição dos EUA e de muitos presidentes dos últimos 50 anos, foi sempre de defesa da paz e o presidente Obama é defensor de uma solução de dois Estados”, disse John Kerry numa conferência de imprensa no Egito, depois de uma reunião sobre as negociações de paz que envolveu o presidente palestiniano, Mahmud Abbas, o presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sisi e o rei da Jordânia, Abdullah II. Kerry recusou fazer mais comentários devido à proximidade do ato eleitoral, na próxima terça-feira.

As últimas sondagens colocam o atual primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, atrás do partido União Sionista, uma coligação de centro-esquerda formada pelo líder do Partido Trabalhista, Isaac Herzog e Tzipi Livni, antiga ministra da Justiça no Governo de Netanyahu. Livni é a israelita responsável por liderar as negociações diplomáticas e os acordos de paz com a Palestina.

Israel tem um sistema multipartidário, o que implica que o líder do partido com maior número de votos não é, garantidamente, o próximo primeiro-ministro do país. Depois das eleições há negociações para determinar qual o líder partidário que mais facilmente criará uma coligação para controlar pelo menos 61 lugares no Parlamento israelita, o Knesset.