O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, apontou esta terça-feira o “falhanço” da comunidade internacional na luta contra o grupo autoproclamado Estado Islâmico, denunciando a falta de apoio ao Iraque, confrontado há um ano com o avanço dos jihadistas.

“Acho que é um falhanço da comunidade internacional. Quanto ao apoio para o Iraque, há muitas palavras, mas pouca ação no terreno”, afirmou al-Abadi numa conferência de imprensa em Paris, cidade que deverá acolher uma reunião da coligação internacional anti-jihadista.