O polícia que agrediu uma rapariga de 14 aos durante uma festa numa piscina da cidade de Dallas, no Texas, demitiu-se da polícia daquela cidade esta terça-feira. O incidente aconteceu na semana passada, quando doze polícias se dirigiram até à piscina por terem recebido relatos de perturbações no local. De facto, alguns jovens presentes na festa estavam a lutar quando a força policial chegou à piscina.

Todos os polícias terão agido em conformidade com a situação, exceto David Eric Casebolt, que entrou numa luta com uma das raparigas em biquíni presente na festa. Ao Wall Street Journal, o chefe da polícia Greg Conley garantiu que o treino dado aos agentes não prevê este tipo de agressividade: “as nossas políticas, o nosso treino e as nossas práticas não apoiam estas ações”.

O comportamento do polícia foi filmado e o vídeo acabou no YouTube. Nele pode ver-se Casebolt a imobilizar a rapariga no chão e depois a colocar os joelhos em cima das suas costas. A rapariga começa então a chamar pelos amigos, pedindo-lhes que chamem a sua mãe. Foi então detida, mas acabou por ser libertada pouco depois.

Apesar da demissão do polícia, as investigações vão prosseguir e David Casebolt vai sofrer consequências pelo comportamento. Esta semana foi também marcada por manifestações de ativistas e dos pais dos jovens presentes na festa, que pediam a demissão do polícia. Como a rapariga em questão era negra e o polícia caucasiano, levantou-se mais uma vez a questão do racismo por parte das forças policiais.