O Comité Nobel norueguês anunciou a receção de 376 nomeações ao Prémio Nobel da Paz, um número recorde na história do prémio. Num comunicado emitido esta terça-feira, o comité confirmou a existência de 228 indivíduos e 148 organizações nomeados para receberem o prémio. O anterior recorde era de 278 candidaturas, submetidas em 2014.

O júri, composto por cinco membros indigitados pelo parlamento norueguês, é responsável por selecionar o vencedor do prémio, que será anunciado a 10 de dezembro, em Oslo.

As candidaturas podem ser feitas por qualquer pessoa, ou entidade, que responda a certos critérios, preestabelecidos pelo comité.

O processo de seleção começa em setembro, com o início do período de entrega das candidaturas. O prazo limite para a entrega é fevereiro. Entre fevereiro e março é feita uma triagem dando origem à lista final. Até agosto, o júri avalia todos os candidatos. Em outubro são escolhidos os vencedores de todos os Prémios Nobel.

A cerimónia acontece a 10 de dezembro, em Oslo, onde o vencedor recebe uma Medalha com a cara de Alfred Nobel, um diploma e um prémio monetário.

Os candidatos mantêm-se secretos durante 50 anos, mas é sabido que foram submetidas candidaturas que nomeavam o Papa Francisco, a equipa de ciclismo feminino afegã e um grupo islâmico de apoio a vítimas de violação.