Os portugueses David Grachat e Simone Fragoso qualificaram-se para duas finais dos europeus de natação adaptada do Comité Paralímpico Internacional (IPC), que terminam este sábado no Funchal.

Nos 400 metros livres S9, David Grachat garantiu presença na final com o terceiro melhor tempo das eliminatórias, 4.32,99 minutos, atrás do italiano Federico Morlacchi (4.30,60) e do croata Kristijan Vincetic (4.29,24).

David Grachat, que em 2015 assegurou a medalha de bronze nos Mundiais nesta distância, conquistou na quinta-feira, nos europeus do Funchal, o bronze na prova dos 100 metros livres S9. Filipe Garcia ficou fora da final dos 400 metros livres S9, ao terminar em 11.º nas eliminatórias (4.56,22).

Simone Fragoso assegurou presença na final dos 50 metros livres S5, terminando as eliminatórias com o oitavo tempo, 45,42 segundos, a 7,94 da mais rápida, a espanhola Teresa Perales (37,48).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Além das duas finais individuais, Portugal vai também estar representado na final da estafeta feminina 4×100 metros estilos. Nos 400 metros livres S9 femininos, Renata Pinto ficou ‘à porta’ da final, ao conseguir o nono tempo das eliminatórias (6.08,40 minutos), nas quais a mais rápida foi a húngara Zsofia Konkoly, com 5.01,85.

Nas qualificações para a final dos 50 metros livres S4, Nelson Lopes também foi nono, com a marca de 52,72 segundos, a 11,93 do mais rápido, o francês David Smetanine.

Nas eliminatórias dos 100 metros costas femininos, nas quais a húngara Bianka Pap fez a melhor marca (1.11,60), a portuguesa Teresa Neves foi 10.ª, com o tempo de 1.26,53.

Nos 50 metros estilos S8, David Carreira com o 11.º tempo de 30,05 segundos — novo recorde nacional da distância – e Ruben Linhares com o 12.º (31,35) ficaram fora da final, para a qual o russo Denis Tarasov parte com o melhor tempo (27,13).

João Pinho não conseguiu garantir presença na final dos 50 metros livres S5, ao terminar as eliminatórias com o 11.º tempo (53,98 segundos), a 19,18 do mais rápido, o vietenamita Thanh Tung Vo.

Portugal está representado na competição por 16 nadadores, que por serem de categoria ‘open’ contam com a participação de atletas não europeus, juntam 453 nadadores, oriundos de 52 países.

Na natação adaptada, os atletas são divididos em 14 categorias, conforme os graus de deficiência, antecedidas da letra S (swimming — natação em inglês).

As categorias entre S1, para atletas com deficiência mais profunda, e S10, a menos severa, destinam-se a nadadores com deficiências físico motoras. Nas classes S11, S12 e S13 competem os atletas com deficiência visual, e a categoria S14 está reservada a nadadores com deficiência intelectual.