269kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui.

Professor português entre os nomeados para o "Nobel da Educação"

Este artigo tem mais de 4 anos

João Couvaneiro, professor de História na Rinchoa, é um dos 50 finalistas do Global Teacher Prize, considerado o "Nobel da Educação". O vencedor será anunciado em 2017 e ganha um milhão de dólares.

Há um português entre os 50 finalistas do Global Teacher Prize 2017, o mais prestigiado prémio do mundo para professores, atribuído anualmente pela Fundação Varkey. Trata-se de João Couvaneiro, professor de História do Colégio dos Plátanos, na Rinchoa.

Numa mensagem publicada no seu Facebook, João Couvaneiro mostrou-se “feliz com o reconhecimento do trabalho”, e aproveitou para homenagear a sua família e os seus alunos, sublinhando a importância de “todas as pessoas que se empenham para promover a educação, a aprendizagem e o desenvolvimento”.

Considerado o ‘Nobel da Educação, o prémio consiste num montante de um milhão de dólares, e é atribuído “a um professor excecional que tenha feito uma contribuição extraordinária para a profissão”, segundo a página do prémio. Esta será a quarta edição do prémio, criado pela Fundação Verkey “com o intuito de elevar o status da profissão do educador”. O prémio é patrocinado pelo primeiro-ministro dos Emirados Árabes Unidos, e governador do Dubai, o xeque Mohammed bin Rashid Al Maktoum.

Mais de 20.000 professores, oriundos de 179 países, estavam nomeados, mas apenas 50 foram selecionados para a fase final. O vencedor vai ser anunciado em março de 2017, durante um fórum sobre educação global no Dubai.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.