814kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

A vida de luxo de Gisele Bündchen e Tom Brady

Este artigo tem mais de 5 anos

Gisele Bündchen e Tom Brady: ela é a modelo mais bem paga da década e ele o mais valioso jogador do futebol americano. Entre mansões e excentricidades alimentares, conheça os luxos do casal sensação.

Os dois juntos já arrecadaram dinheiro suficiente para nunca mais precisarem de trabalhar
i

Os dois juntos já arrecadaram dinheiro suficiente para nunca mais precisarem de trabalhar

Os dois juntos já arrecadaram dinheiro suficiente para nunca mais precisarem de trabalhar

A vida do casal Gisele Bündchen e Tom Brady não podia estar a atravessar melhor fase: ele foi nomeado o jogador mais valioso da Super Bowl (em que não só conseguiu uma reviravolta histórica como somou o seu 5º título); ela foi considerada a modelo mais bem paga da última década, dá conta o El Español. A vida perfeita do casal perfeito.

A modelo brasileira recebeu até agora cinco vezes mais do que o marido. Gisele já conseguiu ganhar mais de mil milhões de dólares – aproximadamente 934 milhões de euros – ao longo dos seus largos anos de carreira. Quanto a Brady arrecadou “apenas” 196 milhões de dólares – cerca de 183 milhões de euros, segundo indica a Business Insider.

Gisele Bündchen despediu-se das passarelas em 2015, mas nem assim quis deixar a sua vida profissional de parte, continuando a fazer trabalhos publicitários. Já Brady continua a tentar quebrar recordes no futebol. Depois de ter alcançado a sua última vitória no fim-de-semana no Super Bowl, o quarterback norte-americano assinou pela National Football League por mais duas épocas, pelo valor de 41 milhões de dólares – cerca de 38 milhões de euros.

“Coisas maravilhosas acontecem àqueles que trabalham no duro, com foco, com dedicação incansável e que nunca deixam de acreditar. Eternamente grata por este momento. Parabéns meu amor!!”, pode ler-se numa publicação do Instagram de Gisele Bündchen, onde deu os parabéns a Tom Brady por ter ganho o prémio no Super Bowl.

Mas a grande paixão do casal parece ser mesmo a compra de casas. Segundo o El Español, um dos investimentos mais astronómicos diz respeito a uma mansão em Los Angeles, onde cresceram os seus dois filhos, Benjamin e Viviane. Custou cerca de 20 milhões de dólares – 18 milhões de euros – e até tinha um galinheiro, uma mais valia na dieta rigorosa do casal, que não dispensa comida saudável. Porém, a casa foi posta à venda em 2014 e, atualmente, a família vive num luxuoso apartamento em Tribeca, Nova Iorque, adquirido por 17,5 milhões de dólares – 16 milhões de euros.

Os segredos por trás da alimentação do casal

Não só em casas, os grandes investimentos de Gisele Bündchen e Tom Brady são também feitos na saúde. Têm um chef particular que faz um acompanhamento personalizado da sua alimentação e também da dos seus filhos, 80% baseada em vegetais, até porque Brady não dispensa comida saudável: não bebe álcool e toma todos os dias um batido gelado de abacate.

Contudo, nem todos os legumes são bem vindos: o futebolista não come tomate, pimentos, cogumelos nem beringelas. A esta lista juntam-se também o café e todos os lacticínios. No seu regime alimentar consta apenas sushi, frutas e biscoitos de chocolate 100% natural e sem aditivos, tudo dependendo da estação do ano, conta o Business Insider. Por exemplo, no inverno come mais carnes vermelhas e vegetais, enquanto que no verão a sua dieta é restringida a alimentos mais leves e saladas.

O quarterback tem ainda um livro editado, o “TB12 Nutrition Manual” – TB12 Manual de Nutrição – baseado em receitas saudáveis e nutritivas. No entanto, o preço não é para todos os bolsos, custa 175 euros.

Imagens do livro de Tom Brady

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos