Monica Lewinsky abandonou o palco durante uma conversa num evento depois de ter sido questionada sobre a sua relação com Bill Clinton. O episódio aconteceu na passada segunda-feira, em Jerusalém, onde a antiga estagiária da Casa Branca participou numa palestra sobre os prós e os contras da internet.

A seguir, e de acordo com a explicação que deu no Twitter, deveriam seguir-se 15 minutos de conversa sobre a sua intervenção. Logo no início, a entrevistadora, Yonit Levi, começou por perguntar se Lewinsky ainda estava à espera de um pedido de desculpas pessoal por parte do antigo Presidente dos Estados Unidos, com quem manteve relações sexuais durante o período em que esteve na Casa Branca. A resposta de Lewinsky foi rápida: “Não vou poder fazer isto”, disse, para logo a seguir se levantar e abandonar o palco.

“Havia parâmetros claros sobre aquilo que iríamos discutir e sobre o que não iríamos. Na verdade, a entrevistadora já tinha feita aquela pergunta quando nos conhecemos no dia anterior. Eu disse que ultrapassava os limites. Quando ela me perguntou isso em palco, num desrespeito flagrante pelo nosso acordo, ficou claro para mim que tinha sido enganada”, disse num tweet horas mais tarde, onde aproveitou ainda para pedir desculpa a quem estava na audiência.

Já a estação de televisão para a qual Yonit Levi trabalha disse, através de um porta-voz, que a pergunta era “legítima, válida e respeitadora”. Numa entrevista recente à NBC, Bill Clinton disse que não tinha que pedir desculpa pessoalmente a Monina Lewinsky porque já o tinha feito publicamente.