Há dois anos que Samuel Úria não revelava novas canções. Estava portanto na hora de apresentar novidades e ei-las acabadas de chegar: “Ferrugem”, “Fusão”, “Mãos” e “Vem de Novo” são as novas canções do músico de Tondela e compõem o seu novo mini-álbum Marcha Atroz, revelado esta quarta-feira. A acompanhar o lançamento, foram revelados quatro videoclips, feitos para as novas canções.

Nem single solitário nem álbum completo, o EP Marcha Atroz é mais um trabalho original do músico que este ano celebra os 15 anos de edição do seu primeiro álbum, o ainda roufenho e lo-fi Caminho Ferroviário Estreito. Os ingredientes não são muito diferentes do registo a que o músico habituou o públicos: escrita apurada (com destaque para os versos de “Ferrugem”: “É o futuro antigo / tremor a ser vulgar / eu sei que a vida é mera sombra do que vem / e o que sei nem sou / mas sei”) , canções que vão da folk acústica ao folk-rock elétrico, sintetizadores e um certo tom de cronista solitário que não soa a mais ninguém.

Além da edição do novo EP, pela editora do músico, Valentim de Carvalho, foram ainda (finalmente) lançados em vinil três álbuns anteriores do músico: Nem Lhe Tocava (2009), Grande Medo do Pequeno Mundo (2013) e Carga de Ombro (2016). As versões vinil destes álbuns, precisamente os que elevaram Samuel Úria ao patamar cimeiro da música portuguesa dos últimos anos, incluem alguns temas extra, que não estavam presentes aquando da edição dos trabalhos em CD.

Entre os novos temas incluídos na versão vinil dos três últimos álbuns estão novas versões de canções como “Chamar a Música” (tema de Rosa Lobato de Faria e João Carlos Oliveira, conhecida pela interpretação de Sara Tavares), “Vital e a sua moto” (canção do grupo brasileiro Paralamas do Sucesso), “Eu Seguro” (de Samuel Úria, mas agora em versão ao vivo e em dueto com a cantora Márcia) e “Carga de Ombro”, também um original do músico de Tondela mas que ganha a companhia de Manuela Azevedo, dos Clã. Esta última versão do tema que deu título ao álbum de 2016 de Samuel Úria já tinha sido revelada em formato digital há perto de um ano.