Rádio Observador

Fiat

À medida de cada um. Eléctrico da Fiat é um “mimo”

246

A marca italiana está a celebrar os seus 120 anos de existência ensaiando novas formas de revolucionar a mobilidade, tal como já fez no passado. Saiba como o Centoventi tem tudo para fazer história.

Ainda é um concept mas, se passar à produção, o Centoventi reúne os ingredientes certos para escrever mais um capítulo revolucionário na história da Fiat, perfilando-se como o eléctrico que, finalmente, se destina às massas. Entenda-se “barato”, mas sem fazer concessões em matéria de estilo ou de gostos pessoais. Muito pelo contrário, promete ser “construído” à imagem e semelhança de cada cliente, sem lhe pesar na carteira e, para mais, inaugurando um novo modelo de negócio para a marca. Demasiado bom para ambas as partes ou, simplesmente, genial? Esta é uma resposta que só o tempo nos dará.

Até lá, concentremo-nos nos principais atributos do protótipo revelado em Genebra. Apresentado como uma “tela em branco”, o Centoventi é como uma casa: idealmente, gostamos de projectá-la e decorá-la ao nosso gosto, com um budget que esteja ao nosso alcance. É exactamente esse o exercício que a Fiat nos propõe fazer, mas agora com um carro eléctrico cuja autonomia pode crescer até aos 500 km, à medida dos diferentes orçamentos. Deitando mão a um conjunto de baterias modulares, o Centoventi sai da fábrica com 100 km de autonomia. Mas o alcance em modo eléctrico pode ser ampliado mediante a aquisição, ou o aluguer, de até três baterias, cada uma a incrementar a autonomia em mais 100 km, a que se pode ainda somar uma bateria adicional. Enquanto as outras são montadas sob o piso do veículo, por qualquer serviço de pós-venda, a quarta surge por debaixo do assento e, de acordo com a marca, “pode ser desconectada e carregada directamente pelo utilizador em casa ou na garagem, tal como a bateria de uma moderna bicicleta eléctrica”.

Mas os trunfos do eléctrico italiano (vídeo oficial) não se esgotam aqui. Na parte inferior do pára-brisas encontra-se uma tomada de carga múltipla que dispensa a existência de uma cavidade para inserir cabos na mala. Por outro lado, como é central, facilita a vida do utilizador, pois fica equidistante dos pontos de carga de cada lado, podendo ainda funcionar como um distribuidor para vários veículos em caso de partilha energética.

Como é por fora e por dentro?

Dificilmente haverá resposta para esta questão, na medida em que o Centoventi se presta a ir ao encontro das preferências de cada consumidor, saindo da linha de montagem numa única cor de carroçaria que, posteriormente, é personalizável através do programa “4U”, que permite escolher entre quatro tejadilhos, quatro pára-choques, quatro tampões de rodas e quatro decorações para o exterior.

Tal como os modernos dispositivos, a viatura pode ser actualizada com a maior liberdade e imaginação em termos de cores, configuração de interiores, tejadilho, sistema de informação e entretenimento e, até mesmo, autonomia da bateria”, realça a Fiat.

No lançamento, cuja data continuamos a tentar apurar, vai estar disponível mais de uma centena de acessórios para “vestir” o Centoventi de acordo com os mais diferentes gostos. E é aqui que a Fiat quer abraçar um novo negócio, com a ajuda da Mopar. A divisão do Grupo FCA especializada em acessórios, peças e serviços, concebeu 120 componentes que podem ser integrados no eléctrico, sendo que apenas seis deles exigem a ida a um concessionário. Os restantes, incluindo o sistema de áudio, o tablier ou os compartimentos de arrumação podem também ser adquiridos online e montados pelo cliente na sua própria casa. Mais: até há acessórios que se podem imprimir em 3D!

No interior, capaz de acomodar quatro ocupantes, o destaque vai para o tablier de uma só peça, que rende homenagem à famosa e histórica “bolsa” do Panda com um sistema de orifícios patenteado pela Fiat. Este permite fixar os mais diferentes acessórios – desde um suporte para copos a uma caixa de garrafas, passando pelo porta-luvas ou qualquer outro item que faça falta.  O painel de instrumentos é igualmente inovador, pois tanto pode fazer do smartphone o coração do sistema (sem custos), em combinação com o ecrã principal de 10”, como se presta a uma solução mais tradicional com o painel de instrumentos “Lingotto” – um display digital de 20″, envolto por um suporte cujo design evoca a histórica fábrica da Fiat em Turim.

Artigo actualizado às 20h52 com a inserção de fotografias do stand.

Pesquisa de carros novos

Filtre por marca, modelo, preço, potência e muitas outras caraterísticas, para encontrar o seu carro novo perfeito.

Pesquisa de carros novosExperimentar agora

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: scarvalho@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)