Ainda é um concept mas, se passar à produção, o Centoventi reúne os ingredientes certos para escrever mais um capítulo revolucionário na história da Fiat, perfilando-se como o eléctrico que, finalmente, se destina às massas. Entenda-se “barato”, mas sem fazer concessões em matéria de estilo ou de gostos pessoais. Muito pelo contrário, promete ser “construído” à imagem e semelhança de cada cliente, sem lhe pesar na carteira e, para mais, inaugurando um novo modelo de negócio para a marca. Demasiado bom para ambas as partes ou, simplesmente, genial? Esta é uma resposta que só o tempo nos dará.

Até lá, concentremo-nos nos principais atributos do protótipo revelado em Genebra. Apresentado como uma “tela em branco”, o Centoventi é como uma casa: idealmente, gostamos de projectá-la e decorá-la ao nosso gosto, com um budget que esteja ao nosso alcance. É exactamente esse o exercício que a Fiat nos propõe fazer, mas agora com um carro eléctrico cuja autonomia pode crescer até aos 500 km, à medida dos diferentes orçamentos. Deitando mão a um conjunto de baterias modulares, o Centoventi sai da fábrica com 100 km de autonomia. Mas o alcance em modo eléctrico pode ser ampliado mediante a aquisição, ou o aluguer, de até três baterias, cada uma a incrementar a autonomia em mais 100 km, a que se pode ainda somar uma bateria adicional. Enquanto as outras são montadas sob o piso do veículo, por qualquer serviço de pós-venda, a quarta surge por debaixo do assento e, de acordo com a marca, “pode ser desconectada e carregada directamente pelo utilizador em casa ou na garagem, tal como a bateria de uma moderna bicicleta eléctrica”.

https://observador.pt/videos/auto/centoventi-fiat-revela-electrico-revolucionario/

Mas os trunfos do eléctrico italiano (vídeo oficial) não se esgotam aqui. Na parte inferior do pára-brisas encontra-se uma tomada de carga múltipla que dispensa a existência de uma cavidade para inserir cabos na mala. Por outro lado, como é central, facilita a vida do utilizador, pois fica equidistante dos pontos de carga de cada lado, podendo ainda funcionar como um distribuidor para vários veículos em caso de partilha energética.

17 fotos

Como é por fora e por dentro?

Dificilmente haverá resposta para esta questão, na medida em que o Centoventi se presta a ir ao encontro das preferências de cada consumidor, saindo da linha de montagem numa única cor de carroçaria que, posteriormente, é personalizável através do programa “4U”, que permite escolher entre quatro tejadilhos, quatro pára-choques, quatro tampões de rodas e quatro decorações para o exterior.

Tal como os modernos dispositivos, a viatura pode ser actualizada com a maior liberdade e imaginação em termos de cores, configuração de interiores, tejadilho, sistema de informação e entretenimento e, até mesmo, autonomia da bateria”, realça a Fiat.

No lançamento, cuja data continuamos a tentar apurar, vai estar disponível mais de uma centena de acessórios para “vestir” o Centoventi de acordo com os mais diferentes gostos. E é aqui que a Fiat quer abraçar um novo negócio, com a ajuda da Mopar. A divisão do Grupo FCA especializada em acessórios, peças e serviços, concebeu 120 componentes que podem ser integrados no eléctrico, sendo que apenas seis deles exigem a ida a um concessionário. Os restantes, incluindo o sistema de áudio, o tablier ou os compartimentos de arrumação podem também ser adquiridos online e montados pelo cliente na sua própria casa. Mais: até há acessórios que se podem imprimir em 3D!

No interior, capaz de acomodar quatro ocupantes, o destaque vai para o tablier de uma só peça, que rende homenagem à famosa e histórica “bolsa” do Panda com um sistema de orifícios patenteado pela Fiat. Este permite fixar os mais diferentes acessórios – desde um suporte para copos a uma caixa de garrafas, passando pelo porta-luvas ou qualquer outro item que faça falta.  O painel de instrumentos é igualmente inovador, pois tanto pode fazer do smartphone o coração do sistema (sem custos), em combinação com o ecrã principal de 10”, como se presta a uma solução mais tradicional com o painel de instrumentos “Lingotto” – um display digital de 20″, envolto por um suporte cujo design evoca a histórica fábrica da Fiat em Turim.

Artigo actualizado às 20h52 com a inserção de fotografias do stand.