A Inspeção Geral de Educação e Ciência (IGEEC) abriu esta sexta-feira um inquérito ao Externato Ribadouro, no Porto, por suspeita de inflação de notas, depois de mais metade dos alunos de nove turmas terem obtido 20 valores a Educação Física no segundo período.

O caso foi denunciado no blogue ComRegras, site popular no setor da Educação, e já estava a ser seguido pela IGEC. Agora, a escola particular e cooperativa, desde o pré-escolar ao secundário, vai mesmo ser investigada.

O blogue publicou imagens das pautas de nove turmas do 10.º ano. Nas pautas, é possível observar que dos 248 alunos do primeiro ano do ensino secundário, 128  tiveram 20 valores a Educação Física no segundo período letivo. 108 estudantes foram classificados com 19 valores e apenas 12 tiveram 18. Nenhum dos alunos teve uma classificação inferior. No colégio, haverá 30 turmas de 10.º, sendo o cenário “semelhante” em todas.

Fotografias das pautas foram enviadas para o ComRegras por “fonte credível”, refere Alexandre Henriques, professor de Educação Física que fez a denúncia

O Ministério da Educação referiu que será aberto um processo de inquérito para “investigar a situação descrita, bem como identificar os responsáveis por eventuais ilícitos praticados”. “Caso se venha a verificar a prática de atos ilícitos desta gravidade, o Ministério da Educação agirá intransigentemente”, acrescenta o organismo.

A disciplina de Educação Física voltou, este ano, a contar para a média de acesso ao ensino superior, seis anos depois de ter sido retirada pelo anterior Governo.