As 37 frases do 37º Congresso do PSD

18 Fevereiro 2018

Críticas ao Bloco Central, promessas de que o PSD vai a jogo para vencer as legislativas, críticas à 'geringonça' e ajustes de contas. São (algumas das) frases que marcam a chegada de Rio à liderança.

“O PSD é um grande partido de poder. Por isso, o seu objetivo é sempre ganhar. Sempre que nos candidatamos, o nosso imperativo é sermos os primeiros. Os primeiros em todas as eleições a que nos apresentamos como partido” 
Rui Rio, presidente do PSD

"Não é fácil bater a geringonça, mas é preciso bater a geringonça"
Pedro Passos Coelho, ex-presidente do PSD
"Eu não quero, não sou, nem vou ser oposição interna a Rui Rio. Eu sou oposição a António Costa, Catarina Martins e Jerónimo de Sousa“ 
Luís Montenegro, ex-líder da bancada parlamentar do PSD
"Não gosto do chico-espertismo de tentar condicionar o líder eleito"
Pedro Santana Lopes, candidato derrotado à presidência do PSD
“Tinha todas as condições para trabalhar com Rui Rio”
Hugo Soares, líder demissionário da bancada parlamentar do PSD
"Este não é nem o tempo nem o momento para batalhas virtuais, nem para mapas astrais. As batalhas que temos pela frente são bem reais e neste contra-relógio, amigos e companheiros, não há espaço nem tempo para lutas virtuais"
Paulo Rangel, eurodeputado e membro do Conselho Nacional do PSD
"Tenho muita dificuldade em perceber que haja qualquer possibilidade de entendimento com o PS na área da governação"
Pedro Pinto, líder da distrital do PSD/Lisboa e apoiante de Pedro Santana Lopes nas diretas
“Bloco Central é uma realidade que, salvo catástrofe, não deve existir”
Paulo Mota Pinto, presidente da Mesa do Congresso do PSD
“Uma coisa é estarmos disponíveis para dialogar democraticamente com os outros e cooperarmos na busca de soluções para os graves problemas nacionais que, de outra forma, não é possível resolver. Coisa diferente é estarmos disponíveis para nos subordinarmos aos interesses de outros”
Rui Rio, presidente do PSD
"A esquerda mais conservadora continuará sempre a dar as repostas do passado a perguntas do presente. Porque, de certa forma, a esquerda conservadora tem medo do futuro. A resposta de certa esquerda é resistir ao futuro"
Carlos Moedas, comissário europeu da Investigação, Ciência e Inovação
"Estou aqui como um soldado a contribuir para a união do nosso partido"
Pedro Passos Coelho, ex-presidente do PSD
“Portugal tem um conjunto de estrangulamentos que nenhum partido está capaz de resolver isoladamente e que condicionam fortemente o seu desenvolvimento”
Rui Rio, presidente do PSD
"É preciso conquistar a razão mas também o coração dos portugueses"
Ribau Esteves, presidente da Câmara Municipal de Aveiro
"Tivemos primeiros-ministros que foram eleitos com votações à pele e que foram grandes primeiros-ministros, e tivemos outros que foram eleitos com grandes votações e que foram piores primeiros-ministros"
Fernando Negrão, candidato à liderança da bancada parlamentar do PSD
"Quer eu quer Rui Rio nunca nos desentendemos neste processo de liderança da bancada parlamentar. Respeitamos a opinião de cada um. Pode contar comigo e com todos os deputados da Assembleia da República para fazer dele primeiro-ministro de Portugal"
Hugo Soares, líder demissionário da bancada parlamentar do PSD
"Pode contar com o meu total empenho"
Paulo Rangel, eurodeputado
"A atual solução governativa limita-se a viver à boleia de uma conjuntura económica e favorável. Gasta todos os bónus conjunturais que recebe para contentar o seus insaciáveis apoiantes parlamentares"
Rui Rio, presidente do PSD
"Não é Rui Rio que diz ao PS de quem se desamarra"
Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS
"O PS tem servido oportunisticamente a maioria que o apoia"
Marco António Costa, ex-vice-presidente do PSD
"António Costa é, talvez, o último dos moicanos, o último dos moderados. Há hoje no PS uma nova geração, uma nova vaga que olha para o PS não como partido das reformas e das convergências mas como um partido mais radical"
Cristóvão Norte, presidente do PSD/Faro
"Estamos a caminho de um Estado pária como a Coreia do Norte”
Nuno Morais Sarmento, vice-presidente do PSD
“Dizem que é a esquerda quem muda e transforma. Estão a gozar comigo. Não digam que a geringonça é de esquerda. A geringonça é do mais reacionário e mais conservador que temos em Portugal"
Alberto João Jardim, ex-presidente do Governo Regional da Madeira
"Tenho para mim que estás talhado para resolver o pântano dois"
Álvaro Amaro, presidente dos Autarcas Sociais-Democratas
"Substituir o discurso fácil e popular por uma ação séria e frontal é, hoje mais do que nunca, um risco acrescido, mas é a única forma de servir a causa pública com nobreza e seriedade intelectual”.
Rui Rio, presidente do PSD
“ O PSD não pode ser a nova namorada do PS”  
Ribau Esteves, presidente da Câmara Municipal de Aveiro
“A vida partidária é assim mesmo, estamos sempre a prazo nas funções que exercemos”
Hugo Soares, presidente demissionário da bancada parlamentar do PSD
"Este PS não está disponível para isto [diálogo]. Acha que António Costa vai fazer na próxima legislatura o contrário do que fez nesta? António Costa não enlouqueceu"
Luís Montenegro, ex-líder da bancada parlamentar do PSD
"O PS não hesita em usar os poderes do Estado para desígnios partidários"
Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional da Madeira
“Todos aqueles que criticaram e atacaram Pedro Passos Coelho e o seu Governo nas horas mais difíceis estão agora a ser premiados. Esse prémio tem nome: chama-se traição”
Paula Teixeira da Cruz, ex-ministra da Justiça
"Gostei muito da sua afirmação sobre o Bloco Central jamais. Pode descansar Ferreira Leite, não vai precisar de vender a alma ao diabo"
Fernando Costa, autarca histórico do PSD
"Não sejamos oposição a nós próprios, o PSD coeso tem muito mais força e é, como sempre, imbatível”
José Matos Rosa, ex-secretário-geral do PSD
“O que conseguimos fazer, fizemos com o CDS”
Pedro Passos Coelho, ex-presidente do PSD
"Temos aqui um partido amigo, um parceiro com o qual esperamos poder derrotar as esquerdas unidas e ter uma alternativa"
Assunção Cristas, presidente do CDS
"Tenho dele a impressão de que é um homem honesto, educado — o que também começa a ser importante na política –, que é um fazedor"
Cavaco Silva, ex-Presidente da República
"Estamos unidos no princípio de que não há Bloco Central. Mas se alguma vez se pusesse a questão, todos juntos procuraríamos chegar à melhor solução"
Pedro Santana Lopes, candidato derrotado à liderança do PSD
"Nunca traí Portugal nem o meu partido"
Elina Fraga, vice-presidente do PSD
"Ninguém me ouviu, ninguém passou na minha câmara, estou de consciência tranquila”
Salvador Malheiro, vice-presidente do PSD
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: prainho@observador.pt
PSD

Condenados ao fracasso

Zita Seabra
182

O PSD não precisa de ser confrontado do exterior e desafiado em ano de eleições. Necessita sim de se renovar e se questionar de dentro e por dentro e de sair da tristeza e do vazio em que se encontra.

Rui Rio

Os frágeis

Helena Matos
781

Estamos na mão dos frágeis. Rui Rio ganhou um congresso do seu partido; Costa perdeu as legislativas. Qual a legitimidade de Rui Rio para fazer acordos com Costa em matérias como a regionalização?

Congresso do PSD

Rui Rio, um novo Presidente?

José Pinto

Mostrar disponibilidade para consensos com os outros partidos parece uma ideia salutar. O problema reside na dúvida sobre a forma como Rui Rio pretende materializar essa ideia. 

Rui Rio

O PSD entrou para o «condomínio»?

Manuel Villaverde Cabral
125

Por mais que isso pareça inquietar a direcção do PSD, esta só tem como caminho opor-se frontalmente à actual política governamental. O contrário será eleitoralmente inútil e politicamente regressivo. 

Rui Rio

As prioridades do “novo PSD”

Helena Garrido
107

Descentralização, fundos comunitários, segurança social e justiça são as prioridades de Rio carentes de consensos. De todas elas a mais urgente é a segurança social. A menos compreensível é a justiça.

Eleições Europeias

Querida Europa...

Inês Pina

Sabemos que nos pedes para votarmos de cinco em cinco anos, nem é muito, mas olha é uma maçada! É sempre no dia em que o primo casa, a viagem está marcada, em que há almoço de família…

Educação

Aprendizagem combinada: o futuro do ensino

Patrick Götz

Só integrando a tecnologia na escola se pode dar resposta às necessidades do futuro, no qual os futuros trabalhadores, mesmo que não trabalhando na indústria tecnológica, terão de possuir conhecimento

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)