Índice

    Índice

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os casos de Covid-19 estão a aumentar um pouco por toda a Europa. França, Reino Unido e até Portugal têm atingido números próximos daqueles vistos durante o pico da pandemia em março e abril. Mas Espanha é, neste momento, o país que enfrenta a pior situação. Com o número de casos diários a subir desde o início de julho — não deixando muitas dúvidas sobre a existência de uma segunda vaga no país —, Espanha atingiu esta sexta-feira o número mais alto de novos casos desde o início da pandemia, 14.389, mais dois mil que no dia anterior.

Em sua defesa, o governo espanhol diz que não se pode comparar setembro com março ou abril porque, na altura, apenas cerca de 10% dos casos seriam detetados e agora estarão a detetar entre 70% e 90%, refere o Financial Times. E a taxa de mortalidade é agora consideravelmente mais baixa — não tendo chegado às 250 mortes diárias, quando no pico da pandemia chegou quase às mil.

Espanha já sofre “segunda vaga” e outros países europeus estão por dias

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.