Os números que ajudam a entender a polémica

29 Novembro 2017

Mais de 1.100 refeitórios e acima de 53 milhões de refeições por ano, só nas escolas do 5.º ao 12.º. O Estado paga entre 1,18 e 1,47 euros por cada uma. Veja os grandes números das cantinas escolares.

São cerca de 500 mil refeições todos os dias, sem contar com aquelas que são servidas nas escolas do 1.º ciclo e jardins de infância — que ficam a cargo das autarquias. Custam ao Estado milhões de euros todos os anos e têm sido faladas pelos piores motivos, com fotografias e relatos a darem conta das falhas que vão surgindo.

Os gráficos que se seguem fazem o retrato das cantinas escolares públicas e permitem perceber, entre outros pontos, quanto gasta o Estado e quanto ganham as empresas. Assim como a diferença de valores pagos por refeição, consoante a região e consoante a tipologia de gestão (se são geridas pelas próprias escolas ou por empresas de restauração coletiva).

.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Ciência

Os limites da manobra de Sokal

Vasco M. Barreto
119

As manobras de Sokal divertem, mas servem mais para favorecer agendas (como a luta contra os bastiões intelectuais da política identitária) do que para melhorar o modo como a ciência é publicada.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)