Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

2021 continua a ser um ano atípico — aquela palavra de que todos estamos cansados, mas que é a melhor para traduzir a dita nova normalidade que fomos obrigados a abraçar. E 2021 volta também a ser um ano em que os Santos Populares fazem gazeta, e em que o controlo para cumprimento das regras é pesado. Mas é também o ano marcado pelo espetáculo do futebol que é o Euro 2020. Enfim, há que conter emoções e procurar formas de celebrar um verão popular, com tudo o que tem direito mas com moderação.

Fogareiros proibidos na via pública, operações STOP e restrições à circulação: as medidas para os Santos Populares em Lisboa

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.