Histórico de atualizações
  • Termina aqui mais uma liveblog de cobertura da crise política aberta depois da demissão do primeiro-ministro. Obrigada pela sua preferência.

    Boa noite!

  • Marcelo não diz "mais nada" sobre caso das gémeas, mas reitera que não falou com o filho

    Marcelo Rebelo de Sousa, à saída de uma conferência na Gulbenkian, recusou voltar a abordar o tema das gémeas lusobrasileiras que receberam um medicamento no Hospital Santa Maria.

    Perante a insistência dos jornalistas, o Presidente da República recordou as declarações de segunda-feira no Palácio de Belém: “Se na altura não disse que tinha falado [com Nuno Rebelo de Sousa] é porque não falei.”

    “Sobre essa matéria já não digo mais nada”, repetiu Marcelo, reiterando que “neste momento não [tem] nada a acrescentar”.

  • "Balão de Pedro Nuno encheu em 24h mas não cresce"

    Capoulas Santos considera que José Luís Carneiro tem vindo a recuperar terreno na campanha interna. O também deputado do PS crítica o ministro da Educação sobre o tempo de serviço dos professores.

    [Ouça aqui o Sofá ao Rato]

    “Balão de Pedro Nuno encheu em 24h mas não cresce”

  • Caso das gémeas. Gabinete do primeiro-ministro rejeita envolvimento e diz que se limitou a enviar o expediente para o Ministério da Saúde

    Numa nota enviada à TVI esta terça-feira, o gabinete do primeiro-ministro afirma nunca ter recebido qualquer pedido dos pais das gémeas, tendo-se limitado a enviar o expediente para o Ministério da Saúde.

    “À semelhança do que se faz habitualmente, o gabinete do primeiro-ministro encaminha o expediente recebido para o ministério relevante, neste caso a Saúde, tendo-o feito em 5 de novembro de 2019, data em que informou, através do mesmo expediente, os interessados sobre o encaminhamento dado. O procedimento adotado pelo gabinete do primeiro-ministro neste caso foi exatamente o mesmo que adota em todas as outras comunicações”, lê-se no comunicado recebido pela TVI.

    A CNN teve acesso à correspondência que São Bento enviou para o Ministério da Saúde. O gabinete reencaminhou para a tutela os seis ofícios recebidos pela Presidência da República a 5 de novembro de 2019. Apenas um deles, o processo com o número 4992/2019, dizia respeito às gémeas.

    O gabinete de António Costa terá, depois, informado sobre a receção do pedido de ajuda, numa carta datada ao mesmo dia, 5 de novembro de 2019, informando que o mesmo foi encaminhado para o Gabinete da Ministra da Saúde. A TVI e a CNN Portugal avançam que não chegou a São Bento qualquer pedido dos pais, tendo o processo começado através da casa civil da Presidência da República.

    Em entrevista ao Público e à Renascença, Marta Temido garantiu não ter havido qualquer contacto com Marcelo Rebelo de Sousa sobre o caso, que aconteceu no período em que ainda era ministra da Saúde, acrescentando que o Presidente da República encaminhou para o Governo outros casos e que esse foi sempre o procedimento “habitual”.

    Marta Temido nega envolvimento e diz que casos como o das gémeas luso-brasileiras são “habituais”

  • Pedro Nuno quer caso das gémeas "esclarecido o mais depressa possível". "É importante que portugueses continuem a confiar no PR"

    Pedro Nuno Santos recusou esta tarde comentar as palavras do Presidente da República sobre o caso das gémeas luso-brasileiras. O candidato à liderança do PS defende que “se esclareça o mais depressa possível os contornos para restituir confiança das pessoas nas instituições”. “Temos um Presidente em que os portugueses confiam e é importante que continuem a confiar”, afirmou na Madeira.

    “É importantíssimo que o povo português confie nos seus políticos e é também importante que este caso seja clarificado”, considerou ainda o candidato a secretário-geral dos socialistas que anda em campanha. pelo país.

  • Daniel Adrião acusa adversários de “desrespeito pelos militantes de base”

    O candidato à liderança do PS Daniel Adrião criticou hoje o “concurso de celebridades” promovido pelos seus adversários na busca de apoio de notáveis, que considerou refletir “desrespeito pelos militantes de base”.

    “O Partido Socialista não é uma passerelle de vedetas”, escreve o dirigente da linha minoritária de oposição ao atual secretário-geral, António Costa, que concorre com José Luís Carneiro e Pedro Nuno Santos nas eleições diretas dos próximos dias 15 e 16.

    Na nota divulgada hoje, Daniel Adrião considera que os militantes socialistas “assistem perplexos ao concurso de celebridades exibido pelas duas candidaturas a Secretário-geral do PS que representam o “status quo” e a continuidade”.

  • Francisco Assis: "Geringonça já não seria uma coisa estranha. As pessoas já sabem que o PS se pode coligar à esquerda"

    Assis rejeita ter feito um flic-flac para apoiar o “social-democrata” Pedro Nuno. Diz que geringonça seria aceitável por não ser solução escondida a eleitores. E diz ser cedo para falar sobre Belém.

    Francisco Assis: “Geringonça já não seria uma coisa estranha. As pessoas já sabem que o PS se pode coligar à esquerda”

  • Ministro da Educação admite que recuperação total do tempo de serviço dos professores seja possível com Pedro Nuno Santos

    João Costa diz que não houve uma cedência total aos professores até aqui por motivos orçamentais. Mas acredita que se Pedro Nuno Santos for eleito primeiro-ministro poderá querer resolver a questão.

    Ministro da Educação admite que recuperação total do tempo de serviço dos professores seja possível com Pedro Nuno Santos

  • 60 mil socialistas em condições de votar nas diretas

    Já fechou o período de regularização de quotas para os socialistas poderem votar nas diretas de 15 e 16 de dezembro e existem cerca de 60 mil militantes nessas condições. “Este universo representa 75% do total de cerca de 80 mil militantes ativos”, avança o partido num comunicado.

    As federações de Porto, Braga e Lisboa são as que têm maior número de eleitores. A votação fica encerrada às 22 hras do dia 16 de dezembro.

    No dia 15, as urnas vão estar abertas nas federações de Lisboa, Aveiro, Bragança, Castelo Branco, Évora, Guarda, Leiria, Portalegre, Regional do Oeste, Setúbal, Viana do Castelo e Vila Real. E no dia 16 nas federações do Algarve, Baixo Alentejo, Braga, Coimbra, Porto, Santarém, Viseu, Açores e Madeira.

  • Bom dia,

    Neste liveblog vai poder acompanhar em permanência a crise política aberta depois da demissão do primeiro-ministro.

    Pode recordar neste outro liveblog o que se passou durante o dia de ontem, marcado por uma conferência de imprensa pouco habitual do Presidente da República sobre o caso das gémeas.

    Até já!

1 de 1