Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

1 Celebrámos ontem — felizmente em democracia e graças também ao 25 de Novembro de 1975 —  mais um aniversário do 25 de Abril de 1974. Felizmente, também, o evento foi marcado por uma série de controvérsias livremente expressas na praça pública. Essas controvérsias não teriam sido autorizadas na provinciana ditadura salazarista de 1926-1974, nem na provinciana ditadura republicana e jacobina de 1910-1926. Mas a verdade é que têm tido agora livremente expressão entre nós.

Esta liberdade de expressão constitui só por si muito boa razão para celebrarmos a liberdade do 25 de Abril de 1974 e do 25 de Novembro de 1975. E talvez fosse também boa razão para reflectirmos sobre as razões que terão levado Portugal a viver bizarras e provincianas ditaduras tribais de sinal contrário entre 1910 e 1974/75.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.