Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Entrados na segunda semana de aulas à distância e depois de quinze dias inúteis com as crianças em casa entregues a si próprias, confirma-se o pior. O Ministro da Educação, como de resto já nos habituou, preferiu apostar todas as fichas nos amanhãs que cantam e esqueceu-se de tratar da realidade.

Já aqui o disse, o Governo tem-se mostrado completamente incompetente na gestão do desafio que temos pela frente e o resultado, estamos todos a senti-lo na pele. Mas se há um campeão da incompetência no Executivo é Brandão Rodrigues.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.