Logo Observador
Exercício Físico

Massagens desportivas. O segredo anti-lesões

249

Se pratica exercício, uma massagem é o melhor remédio natural para recuperar do treino e evitar lesões musculares. O fisioterapeuta Ernesto Ferreira explica por que se deve render a um par de mãos.

A massagem desportiva contribui para a reparação dos tecidos musculares.

Getty Images/iStockphoto

A maioria dos atletas (recreativos ou profissionais) tem tendência a seguir uma dieta alimentar restrita e um plano de treinos adequado às suas capacidades de forma a aumentar a resistência e a força, mas esquece-se que a recuperação é fundamental para reparar os tecidos musculares depois do esforço. “O problema é que com o aumento da exigência nos treinos também aumentam as probabilidades de lesões musculares e tendinosas”, escreve o fisioterapeuta de running Ernesto Ferreira no livro Corre Sem Lesões.

O livro foi publicado pela Esfera dos Livros e custa 14,90€.

Segundo o autor, uma das formas de encorajar os músculos a recuperar após o treino é através da massagem desportiva “porque alivia todas as tensões e ajuda a retirar o ácido láctico dos músculos”. Desta forma, o sangue e o oxigénio podem voltar aos músculos e fazer uma reparação eficaz dos tecidos musculares, originando o aumento da massa muscular. Ah e, para além de promover a melhor recuperação muscular, ainda é uma das formas mais eficazes de prevenir lesões.

Quando um atleta aumenta a sua rotina de treino, quase sempre utiliza os músculos de forma exaustiva, causando stress nos tecidos. Um dos problemas é que estes atletas, com ânsia de melhorar, ignoram as dores musculares, o que é um erro completo, porque estas dores iniciais podem tornar-se crónicas”, acrescenta o autor.

As massagens desportivas são muito utilizadas em alta competição já que ajudam os atletas a prevenir lesões bem como a recuperar do esforço despendido nos treinos. (foto: iStock)

Ernesto Ferreira recomenda que as sessões de massagem devem ser realizadas sempre após um treino. A frequência depende da carga do treino. “Um atleta de alta competição que faça treinos bidiários deve submeter-se a duas sessões de massagem por semana, enquanto para um atleta que faça seis a sete treinos por semana uma sessão de massagem por semana será suficiente”. Se treina três a quatro vezes por semana, uma sessão de 15 em 15 dias é o aconselhável.

Onde fazer

Atualmente, a maior parte dos ginásios já oferece instalações de SPA com oferta de serviços de relaxamento. A massagem desportiva ronda os 40€ e promete aliviar a tensão muscular em cerca de meia hora. Nos ginásios Holmes Place, de norte a sul do país, os Day Spa oferecem uma gama de tratamentos curativos para desportistas por esse mesmo preço. O Virgin Active do Palácio SottoMayor, em Lisboa, tem uma massagem localizada de 25 minutos por 35€. Já a cadeia Solinca abriu quatro novos “Spaz” com massagens desportivas de 25 e 55 minutos por 32€ e 52€, respetivamente. Por último, os centros de estética Wells também oferecem massagens corporais que atenuam as tensões musculares por 49,50€ (50 minutos).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ssilva@observador.pt
Fogo de Pedrógão Grande

“Para inglês ver”

Paulo Tunhas

Quando toda a energia do Governo é em última análise canalizada para a manutenção do seu apoio, é fatal que o Estado se degrade e a pouco e pouco, se fragmente, se transforme em algo para inglês ver. 

Ásia

A Índia de Modi

Diana Soller

A política externa da Índia para os Estados Unidos, até hoje, pode ser resumida em três R: Ressentimento, Reciprocidade e Reconhecimento.

caderno de apontamentos

Educação e autarquias

Abel Baptista

Com a descentralização, não poderão as autarquias tornar-se mais competitivas entre si, e oferecer meios de ensino de melhor qualidade, com soluções adaptadas às circunstâncias do concelho e região?