O secretário da Defesa norte-americano, Chuck Hagel, vai iniciar na quarta-feira uma viagem de 12 dias pelo mundo, que o vai levar a Singapura e à Europa.

A deslocação começa por uma breve paragem na base de Elmendorf, no Estado do Alasca, onde vão ser apresentadas a Hagel as capacidades de defesa antimíssil, anunciou hoje o seu porta-voz, contra-almirante John Kirby.

Cerca de 24 intercetores, designado GBI, estão colocados no Alasca para enfrentarem uma eventual ameaça balística proveniente da Coreia do Norte ou de outro ponto na Ásia.

O ministro norte-americano desloca-se depois para Singapura para participar no designado Diálogo de Shangri-La, um fórum anual dedicado à segurança da Ásia-Pacífico, que vai decorrer de 30 de maio a 01 de junho.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Na ocasião, vai defender o reforço das parcerias entre os EUA e os países da região e manter “uma série de encontros, bilaterais ou multilaterais, com ministros da Defesa”, acrescentou Kirby.

Depois, em 03 e 04 de junho, Hagel vai estar na reunião dos ministros da Defesa na NATO, “a primeira depois das incursões russas na Ucrânia”, que começaram na Crimeia em março, adiantou o porta-voz.

Hagel “acredita que os aliados europeus devem considerar esta crise como uma oportunidade para revitalizar a NATO e reforçar o seu compromisso com a defesa coletiva”, especificou Kirby.

Os EUA têm feito apelos insistentes aos membros europeus da NATO para que aumentem as suas despesas de defesa, de acordo com o objetivo do equivalente a 02% do produto interno bruto fixado pela Aliança Atlântica.

Depois, vai à Roménia visitar o cruzador USS Vella Gulf, que se encontra no Mar Negro, após o que acaba a viagem em França, com uma reunião com o seu homólogo francês, Jean-Yves Le Drian, e a participação nas cerimónias de comemoração do desembarque na Normandia.