A agência de rating Moody’s deu hoje a primeira notação ao Novo Banco e foi logo B3, o sexto nível abaixo da chamada escala de investimento, considerando assim a dívida do banco como lixo, e com ameaça de um futuro corte.

Em comunicado hoje publicado pela agência, a análise de um futuro corte no rating da dívida e dos depósitos do baco dependerá essencialmente da probabilidade de apoio sistemático daqui em diante, e, em especial, se a probabilidade do Novo Banco receber mais apoio pode diminuir caso seja necessária nova intervenção do Governo.

A Moody’s diz que deverá terminar a avaliação do Novo banco nas próximas semanas, já que ainda está à espera de mais detalhe e clareza em torno deste banco transitório, criado depois dos problemas no BES.