Visitas de Estado, reuniões e encontros multilaterais preenchem as semanas de trabalho em Bruxelas, mas esta semana em particular leva ao coração da Europa alguns dos protagonistas da atualidade, assim como temas que vão marcar 2015. Para começar há logo destaque à visita de Tsipras e de Joe Biden, vice-presidente dos Estados Unidos da América, que prometem agitar o debate à volta da austeridade e do crescimento económico da zona euro.

A visita de Tsipras acontece na quarta-feira e está incluída num périplo europeu que vai levar o novo primeiro-ministro grego a Paris, Roma e Berlim. O encontro com o presidente da Comissão Jean-Claude Juncker vai acontecer logo pela manhã e um porta-voz já disse que o luxemburguês “está pronto para ouvir os planos concretos do governo grego e ter uma discussão construtiva”.

A NATO reúne todos os ministros da Defesa dos seus Estados-membros – incluindo Portugal – em Bruxelas esta quinta-feira. A situação na Ucrânia está no topo da agenda, mas também o novo plano de ação rápida que está a ser preparado desde a cimeira de Gales, em setembro. Na sexta-feira, é a vez de Joe Biden se deslocar à capital da Bélgica. O vice-presidente norte-americano vai encontrar-se com Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, e com o governo belga. Um dos temas na agenda será a nova escalada de violência na Ucrânia e os próximos passos no tratamento da Rússia por parte dos dois blocos. No sábado, Biden reúne-se com Federica Mogherini, Alta-representante das Relações Externas da UE, com o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, e Martin Schulz, presidente do Parlamento Europeu, na Conferência de Defesa de Munique.

Fora da agenda de Bruxelas, mas com impacto nas instituições, o comissário dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, vai encontrar-se em Berlim com o ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schaeuble.

Negociações, comissões parlamentares e Mario Monti

Para além das visitas de altas figuras políticas, também há nova ronda de negociações do acordo de comércio livre com os EUA. Neste ponto, a vista de Joe Biden pode ser uma indicação forte de uma conclusão próxima do acordo e um reforço do interesse por parte dos Estados Unidos que o TTIP se concretize. Esta é a oitava ronda de negociações e os negociadores, tanto da Comissão, como os representantes norte-americanos passarão toda a semana em Bruxelas.

No Parlamento Europeu, na terça e quarta-feira, decorre a semana parlamentar que promove um encontro anual entre os deputados de todos os parlamentos nacionais com os eurodeputados. Neste fórum, os representantes nacionais e europeus vão debater metas económicas e orçamentais e também a situação social nos seus países. Os representantes portugueses nesta reunião são o presidente da comissão de Assuntos Europeus da Assembleia da República, Paulo Mota Pinto, e o deputado Ivo Oliveira.

Mario Monti, antigo primeiro-ministro italiano e que lidera atualmente o grupo de trabalho de alto nível que está a reavaliar o orçamento europeu, vai apresentar as suas conclusões e debater com a comissão de orçamentos possíveis novas maneiras de organizar os fundos a nível das instituições europeias. O encontro acontece na quinta-feira.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR