O Conselho de Deontologia de Lisboa da Ordem dos Advogados vai abrir um processo de inquérito a João Araújo, advogado de José Sócrates, admitiu esta quarta-feira à agência Lusa o presidente do Conselho.

Numa reunião plenária realizada na terça-feira, o Conselho de Deontologia de Lisboa deliberou “determinar (…) a abertura de processos de inquérito a todas as recentes intervenções e comportamentos públicos de advogados”, lê-se num comunicado assinado pelo presidente do Conselho de Deontologia de Lisboa, Rui Santos.

O objetivo desta deliberação, segundo o comunicado, é “(…) apurar o contexto e as circunstâncias em que os mesmos ocorreram, tendo como desiderato final saber se as declarações e comportamentos se inserem no quadro legal que as permite ou se, pelo contrário, extravasam esse quadro e constituem, ´ipso facto´, matéria para competente processo disciplinar”.

Questionado pela Lusa sobre se aquele procedimento se reportava a João Araújo, Rui Santos admitiu que sim, acrescentando não se reportar exclusivamente a esse advogado.