Dois agentes da polícia de trânsito, de 34 e 25 anos, foram mortos a tiro na noite de sábado em Hattiesburg, Mississippi, enquanto realizavam uma operação stop. De acordo com a agência de notícias Reuters, os autores do homicídio tentaram fugir, mas acabaram por ser detidos.

Os suspeitos, identificados como os irmãos Marvin Banks (29 anos) e Curtis Banks (26), segundo a CNN, usaram um carro da polícia para a fuga, que viria depois a ser encontrada abandonado. Os dois homens foram depois detidos, um por volta da 1h da manhã e outro mais tarde, perto das 3h, e identificados.

 

Os disparos ocorreram quando um dos agentes realizava uma operação regular de trânsito, tendo chamado outro agente para providenciar reforços na iminência de desacatos. Os dois polícias feridos a tiro foram encontrados no local por dois civis, que pediram ajuda. Viriam a morrer horas mais tarde no Hospital de Hattiesburg.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os irmãos, contudo, negaram ter cometido o crime, quando foram detidos. Segundo o jornal local The Clarion-Ledger, os dois têm historial de detenções por posse ilegal de armas e ambos já foram condenados. O mesmo jornal dá ainda conta de uma terceira suspeita, uma mulher não identificada, que também foi detida por alegadamente se encontrar no carro onde seguiam os irmãos Banks na altura dos disparos.

Segundo o Clarion-Ledger, um jornal local de Jackson, trata-se do primeiro assassinato de polícias na cidade em mais de 30 anos. O último tinha ocorrido na noite de Ano Novo de 1984. O mesmo jornal acrescenta que o agente da polícia mais novo se tinha formado recentemente na academia de polícia e que o segundo, de 34 anos, com mais experiência, tinha sido designado o agente do ano, de Hattiesburg, em 2012.