As provas de aferição de Português e Matemática aos alunos do quarto ano estão de regresso às escolas, avança a edição desta terça-feira do Jornal de Notícias. Depois de a maioria de esquerda ter acabado com os exames do quarto ano, o Governo substituiu-os por provas cujos resultados não entram para a avaliação dos alunos. Servem apenas para verificar se os programas curriculares estão a ser cumpridos pelas instituições de ensino.

A posição do Conselho Nacional de Educação sobre este assunto vai ser divulgada “nos próximos dias”, segundo a mesma publicação. Já João Dias da Silva, da Federação Nacional de Educação, referiu que ainda estava a ultimar o “contributo” que vai entregar ao Governo sobre esta matéria e que a decisão “mais importante” já estava tomada: “acabar com uma prova que não estava correta”.

A Confederação Nacional das Associações de Pais e a Confederação Nacional Independente de Pais e Encarregados de Educação já tinham apoiado a iniciativa de acabar com aquele exame.