Uma iniciativa da Fertagus apela aos clientes para tomarem o pequeno-almoço antes de viajar: “por favor, não apanhe o comboio em jejum“. Esta notícia, avançada pelo Público, esclarece que serão simbolicamente distribuídos fruta e iogurtes.

Esta campanha pretende reduzir o número de episódios de doença súbita por parte de pessoas que não tomam o pequeno-almoço antes de entrar no “comboio da ponte”.

Segundo o jornal Público, a empresa reparou que este tipo de indisposições provoca atrasos nos comboios, prejudicando milhares de pessoas. Quando um dos passageiros se sente mal, o comboio é obrigado a parar numa estação para que se preste socorro. Por consequência, os outros comboios necessitam de esperar em plena via.

O atraso que estes casos podem provocar depende da rapidez de resposta dos serviços de emergência, mas normalmente, situa-se entre 20 a 40 minutos. Um atraso que se repercute nas circulações que vêm imediatamente a seguir, sobretudo se for em hora de ponta.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A empresa centrou-se na mensagem: “Viajar sem tomar pequeno-almoço pode afetar a viagem de todos!”. Para alertar a Fertagus vai disponibilizar gratuitamente iogurtes e fruta aos clientes nos períodos de manhã.

De 2012 a outubro de 2016 foram contabilizados 372 casos de doença súbita, dos quais 82 no interior dos comboios.