O Comité Olímpico de Portugal (COP) considerou esta terça-feira “um sinal muito positivo” o facto de a nota de a disciplina de Educação Física voltar a contar para a média de acesso ao ensino superior a partir de 2017/18.

É um sinal muito positivo que se dá ao país ao recolocar-se a educação física e o desporto em contexto escolar num regime de paridade curricular, condição essencial para proporcionar às crianças e aos jovens experiências positivas naqueles domínios, essenciais à sua formação educativa”, refere uma nota divulgada no sítio do COP.

O organismo, presidido por José Manuel Constantino, vê o anúncio feito na sexta-feira pelo Secretário de Estado da Educação, João Costa, como:

A concretização de uma importante medida na valorização social do desporto, há muito solicitada pelos agentes do sistema desportivo e educativo”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O COP refere ainda que, além de “dignificar a educação física e o desporto na escola”, a medida contribui “para a sustentabilidade no desenvolvimento desportivo do país”.

A decisão de a nota de Educação Física deixar de contar foi decidida pelo último ministro da Educação, Nuno Crato, que manteve o peso da disciplina apenas para os alunos da área.