Educação

Os professores que ensinam física com Star Wars e King Kong

142

Dois professores da Universidade Politécnica da Catalunha começaram a ensinar Física a alunos de computação a partir de um método, no mínimo invulgar: com a ajuda dos filmes Star Wars e King Kong.

Os resultados e a experiência tiveram tanto sucesso que resultaram na criação de uma disciplina opcional, chamada Ficção Científica Aplicada

Dois professores da Universidade Politécnica da Catalunha decidiram começar a ensinar Física a alunos de computação a partir de um método, no mínimo invulgar: com a ajuda dos filmes Star Wars, King Kong e Godzilla, conta o El Mundo. Tudo começou na década de 90, há cerca de vinte anos. Desde essa altura, e com o objetivo de facilitar a vida aos estudantes, Jordi José e Manuel Moreno explicam a matéria e fazem enunciados com o auxílio de referências presentes nos três filmes.

Muitos [alunos] não entendiam por que razão tinham de estudar esta matéria [Física], só pensavam em programação. Para os estimularmos, lembrámo-nos de recorrer à literatura cinematográfica e à ficção científica”, explicou Moreno.

A partir daí, os resultados e a experiência tiveram tanto sucesso que resultaram na criação de uma disciplina opcional, chamada Ficção Científica Aplicada. Os materiais didáticos para a sala de aula passaram a ser cassetes VHS e bandas desenhadas. Mais recentemente, José e Moreno criaram ainda um curso online, naquela universidade espanhola, intitulado Tecnociência e Ficção Científica: de King Kong a Einsten.

Jose Jordi, um dos professores e criadores da ideia

Mas este projeto não fica por aqui. A ideia não foi poupada a elogios por especialistas e outros professores, que quiseram de imediato adotar o conceito ou estratégias semelhantes. “A disciplina que criámos foi pioneira em Espanha e, posteriormente, diversos professores e investigadores seguiram o mesmo caminho”, admitem os professores. A experiência tem sido também abordada em livros e em vários meios de comunicação.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Educação

Aprendizagem combinada: o futuro do ensino

Patrick Götz

Só integrando a tecnologia na escola se pode dar resposta às necessidades do futuro, no qual os futuros trabalhadores, mesmo que não trabalhando na indústria tecnológica, terão de possuir conhecimento

Educação

Despedir os professores todos

João Pires da Cruz
910

A minha proposta é despedir os professores todos e entregá-los a Bruxelas. A escolha dos professores e a sua gestão deve ser feita pelas escolas; o pagamento dos seus salários deve vir de Bruxelas.

Educação

Índices: orgulho e preconceito

João Araújo
129

Erradicar os índices seria levar a humanidade para a idade da pedra. Em algumas áreas (como na Educação) eles estão sob fogo cerrado, como sucede a tudo que exponha os seus embustes e maus resultados.

Eleições Europeias

Querida Europa...

Inês Pina

Sabemos que nos pedes para votarmos de cinco em cinco anos, nem é muito, mas olha é uma maçada! É sempre no dia em que o primo casa, a viagem está marcada, em que há almoço de família…

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)