Os Estados Unidos devem anunciar esta segunda-feira um novo pacote de sanções contra a Rússia. Em entrevista à CBS, a embaixadora norte-americana nas Nações Unidas revelou que o Secretário do Tesouro deverá “anunciar as sanções esta segunda-feira, se já não o fez, e serão direcionadas para todas as empresas que lidaram com equipamento relacionado com Assad e o uso de armas químicas”.

Nikki Haley afirmou que os bombardeamentos levados a cabo na sexta-feira (madrugada de sábado em Portugal) serviram para “enviar uma mensagem forte” que visa colocar um fim no “programa de armas químicas”.

Queríamos que os amigos deles [da Síria], o Irão e a Rússia, soubessem que também vão sofrer consequências. O nosso objetivo é enviar uma mensagem muito forte a Assad e aos amigos dele: nós não vamos continuar a vê-los utilizar armas químicas no seu próprio povo”, garantiu Nikki Haley.

Já a Rússia, por seu lado, condenou os bombardeamentos dos Estados Unidos, França e Reino Unido e pediu uma reunião de emergência do Conselho da Segurança da ONU. Tanto Moscovo como Damasco afastaram os rumores de um novo ataque químico e consideraram-no um pretexto utilizado por Washington e os seus aliados para despoletar a ação militar.