Desporto

Verbas para os paralímpicos reforçadas com equiparação dos prémios face aos atletas olímpicos

1.325

A equiparação entre atletas olímpicos e paralímpicos, em termos de prémios por medalhas em grandes competições e recordes, foi concretizada esta quinta-feira através de portaria.

O atleta Luis Gonçalves (ao centro) durante a chegada da seleção portuguesa, que participou nos Europeus Paralímpicos de Atletismo, ao Aeroporto de Lisboa

MIGUEL A. LOPES/LUSA

A equiparação entre atletas olímpicos e paralímpicos, em termos de prémios por medalhas em grandes competições e recordes, foi esta quinta-feira concretizada através de portaria, que também atualiza fortemente, de uma forma geral, os valores existentes.

As mudanças já tinham sido anunciadas na terça-feira pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, na comissão parlamentar de Desporto, e chegam em alguns casos aos 200 por cento de atualização face aos valores que vigoraram até agora.

A partir de agora, uma medalha de ouro em Jogos Olímpicos vale 50 mil euros, mais 10 mil do que a verba da tabela anterior, ou seja, mais 25 por cento. Já a mais nobre das medalhas paralímpicas avança dos 20 mil euros para os mesmos 50 mil, o que aqui representa um crescimento de 150 por cento.

As novas verbas estão discriminadas na portaria 332-A/2018, de 27 de dezembro, e já espelham o espírito de convergência entre atletas, tal como foi votado para o Orçamento de Estado no que toca a bolsas da participação e preparação desportiva.

Na Assembleia da República, Tiago Brandão Rodrigues destacara o “esforço” que a nova portaria representa, pelo aumento “de forma permanente” e “generalizado” dos prémios para os grandes eventos. “Aumentam os Mundiais, equiparam-se os Olímpicos e os Paralímpicos, aumentam-se os prémios, aumentam-se também as participações em Mundiais, em Europeus, as Universíadas duplicam”, sublinhou.

“Há cerca de três anos tivemos Jogos Europeus, que são no fundo os Jogos Olímpicos da Europa. Teremos nova edição em 2019, em Minsk, que também integrará este quadro, e isto é uma novidade”, acrescentou. Aqui, os prémios por medalhas serão de 10 mil, 5 mil e 2,5 mil euros.

Na prova mais relevante, os Jogos Olímpicos, os prémios eram 40 mil, 25 mil e 17,5 mil euros e crescem para 50 mil, 30 mil e 20 mil. Para o mesmo patamar avançam os prémios por medalhas paralímpicas, que estavam em 20 mil, 12,5 mil e 7,5 mil.

Praticamente todas as verbas são atualizadas de forma acentuada, com exceção dos recordes olímpicos, do mundo e da Europa, que permanecem em 15 mil para os dois primeiros e 10 mil para o último. A maior subida, de 200 por cento, dá-se nos campeonatos da Europa paralímpicos, em que o ouro passa de 5 mil para 15 mil.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)