Vitória de Guimarães

Lesão força Osorio, do Vitória de Guimarães, a parar pelo menos três semanas

Emprestado aos minhotos pelo FC Porto, o defesa Osorio vai falhar os encontros com o Feirense e com os dragões, estando ainda em dúvida para os embates com o Tondela e com o Portimonense.

O central Osorio (ao centro), do Vitória de Guimarães, vai estar fora dos relvados devido a lesão muscular

MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O central Osorio, do Vitória de Guimarães, vai estar fora dos relvados durante, pelo menos, três semanas, devido a uma lesão muscular, confirmou esta segunda-feira à Lusa fonte oficial do sexto classificado da I Liga portuguesa de futebol.

Titular em 17 das 23 partidas realizadas pelos vitorianos na presente época, o internacional venezuelano, de 24 anos, falhou o treino desta segunda-feira, após se ter lesionado num dos músculos da coxa esquerda, já nos minutos finais da partida com o Benfica, da 18.ª ronda (vitória encarnada por 1-0), disputado na sexta-feira.

Emprestado aos minhotos pelo FC Porto, o defesa vai estar ausente da competição entre três a quatro semanas e, por isso, falhar os encontros com o Feirense, da 19.ª jornada, a 28 de janeiro, e com os dragões, da 20.ª, estando ainda em dúvida para os embates com o Tondela, da 21.ª, e com o Portimonense, da 22.ª.

Além de Osorio, também João Afonso, outro dos centrais do plantel, falhou o treino desta segunda-feira. Com seis jogos cumpridos nesta temporada, o albicastrense, de 28 anos, vai falhar o duelo com os fogaceiros e está em dúvida para a receção ao FC Porto, após ter contraído uma entorse no tornozelo direito.

O treinador Luís Castro conta apenas com dois centrais para o próximo jogo da I Liga: Pedro Henrique, habitual titular, com 20 jogos até agora realizados, e Frederico Venâncio, jogador que disputou, até agora, três partidas.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Greve

O povo é quem mais ordena e a CGTP está fora /premium

André Abrantes Amaral

Quando os motoristas de matérias perigosas param o país e não se revêem na CGTP é a própria Concertação Social que está posta em causa, o que revela o quanto a geringonça distorceu esta democracia.

Eleições Espanha 2015

Sombras da guerra civil /premium

Manuel Villaverde Cabral

Não se espera uma nova guerra civil mas não são de afastar enfrentamentos de vários géneros, incluindo físicos, apesar da pertença comum à União Europeia, cujos inimigos em contrapartida rejubilarão!

25 de Abril

O Governo Ensombrado vai ao circo

Manuel Castelo-Branco
143

Se hoje é possível um programa como o Governo Sombra, foi porque o Copcon de Otelo não vingou. Porque apesar de serem “apenas” 17 vítimas mortais, as FP25 foram desmanteladas e os seus membros presos.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)