O economista e investigador Vítor Castro é o vencedor da primeira edição do prémio Pedro Pita Barros, com um estudo que analisou o impacto do consumo de açúcar na despesa em saúde.

O prémio, que será entregue esta quarta-feira em Lisboa e tem o valor pecuniário de 3.500 euros, é promovido pela Associação Portuguesa de Economia da Saúde e patrocinado pela Associação Nacional de Farmácias, procurando fomentar a investigação na área da economia da saúde feita por jovens investigadores portugueses ou por investigadores que usem dados de Portugal.

Segundo os organizadores, o trabalho vencedor da primeira edição foi publicado na revista científica Health Economics. O júri considerou que o artigo do investigador Vítor Castro é um “excelente ponto de partida para a discussão de políticas de saúde pública”, ao mesmo tempo que aponta para a necessidade de criar estratégias de educação alimentar da população.

O estudo analisa o impacto do consumo de açúcar na despesa em saúde, com particular ênfase na diabetes, numa análise macroeconómica da literatura publicada entre 1995 e 2014 sobre os determinantes dos gastos em saúde em 156 países.

Vítor Castro é doutorado em Economia pela Universidade de Warwick e atualmente é professor associado de Economia na Universidade de Loughborough, no Reino Unido.