O Papa Francisco decidiu, em jeito de brincadeira, dizer a uma freira que lhe daria um beijo, desde que esta se mantivesse calma e não o mordesse. Ao atravessar o corredor da sala Paulo VI, onde uma multidão o esperava, o Papa reparou numa freira visivelmente entusiasmada que gritou: “Um beijo, Papa!”. Como resposta, este sorriu e respondeu-lhe: “Tu mordes!”, escreveu a CNN.

“Dou-te um beijo, mas fica calma. Não me mordas!”, disse Francisco antes de se aproximar para lhe dar um beijo e tocar na face, continuando depois a cumprimentar a multidão.

A brincadeira acontece depois de, no dia 31 de dezembro, o Papa Francisco ter reagido de forma agressiva perante uma mulher que o agarrou na Praça de São Pedro, no Vaticano. Impedido de prosseguir, o papa bateu-lhe na mão, reação que mais tarde lamentou, afirmando que “toda a violência infligida às mulheres é profanação de Deus, nascido de uma mulher”.