Português deixou, este ano, de ser a prova mais realizada: houve 41.887 inscrições, em comparação com as mais de 77 mil do ano anterior.

Ao todo, existiram duas versões do exame nacional.

Consulte aqui o enunciado da versão 1 do exame de Português.

Consulte aqui o enunciado da versão 2 do exame de Português.

E aqui estão os critérios de correção dos exames.

O Ministério da Educação decidiu que este ano, na sequência da pandemia de Covid-19, as provas nacionais não são obrigatórias para a conclusão do secundário, contando apenas as classificações internas, ou seja, as notas atribuídas pelos professores.

Assim, a maioria dos alunos (91%) participa exclusivamente com o objetivo de concorrer ao ensino superior, em contraste com os dados referentes ao ano passado, em que a maioria tinha em vista a aprovação final do secundário.