O Metropolitano de Lisboa anunciou esta quinta-feira a conclusão da segunda fase de modernização das escadas mecânicas da estação da Baixa-Chiado, que se encontram agora operacionais em ambos os sentidos.

Numa nota, o Metro destacou que, no âmbito do Plano de Desenvolvimento Operacional da Rede e das intervenções de beneficiação de acessibilidades e modernização de equipamentos mecânicos, foram substituídas três escadas “por um equipamento novo, mais resistente, face ao elevado fluxo de passageiros que se verifica nessa estação”.

“As escadas da estação Baixa-Chiado encontram-se, assim, operacionais, sendo possível a sua normal utilização em ambos os sentidos (ascendente e descendente)”, sublinhou.

Segundo o Metro, a substituição das escadas será feita em três fases, tendo sido já concluída a primeira delas em 2018 (para substituição das escadas 7 e 8), tendo agora nesta segunda fase sido substituídas as escadas 1, 3 e 5, num investimento de cerca de 795.000 euros.

Nos últimos anos têm sido recorrentes as críticas às constantes avarias dos elevadores e das escadas rolantes nas estações do Metro da Lisboa.

Em março de 2016, a agência Lusa constatou que os problemas mais recorrentes aconteciam nas estações da Baixa-Chiado, do Rato, Alameda, Olivais e Areeiro.

Por seu lado, o PCP dizia, no ano passado, que eram muitas as estações em que persistiam “os problemas de acessibilidades com constantes avarias nos elevadores e escadas rolantes”.