Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros do atual Governo português, André Moz Caldas, revelou numa entrevista à Revista da Universidade de Lisboa que é “o primeiro membro do Governo casado com uma pessoa do mesmo sexo” na história da República Portuguesa. E defendeu que não fazendo disso “especial alarde público”, é importante “as pessoas públicas viverem a sua homossexualidade com naturalidade” para normalizar esta orientação sexual e para combater a homofobia e o preconceito. A entrevista foi partilhada pelo próprio secretário de Estado na sua conta de Facebook, através de uma publicação aberta a visitantes.

O membro do atual Governo, que é também assistente convidado da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, fez a declaração depois de ser questionado sobre a homossexualidade ainda ser considerada um crime em 70 países, sobre a homofobia ainda persistir e sobre qual a melhor maneira de “combater o preconceito”. E respondeu o seguinte:

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.