Obrigado por ser nosso assinante. Não se esqueça de subscrever a nossa Newsletter exclusiva dos bastidores.

Foram descobertos restos mortais no Parque Nacional Grand Teton, no estado do Wyoming, EUA, que são “consistentes com a descrição” de Gabby Petito, a jovem que desapareceu depois de uma viagem com o namorado, que também foi dado como desaparecido há dias. O FBI fez saber que não foi ainda feita uma identificação formal e que a causa da morte não está determinada.

A história que está a chocar os EUA: Gabrielle Petito desapareceu e o noivo, que se recusou a falar, também

“A identificação forense completa não foi concluída para confirmar a 100% que encontrámos Gabby, mas a sua família foi notificada desta descoberta”, disse Charles Jones, agente do FBI de Denver no Wyoming, durante uma conferência de imprensa, aqui citado pela CNN. Para esta terça-feira está marcada uma autópsia ao corpo encontrado pelas autoridades para confirmar a identidade da vítima através de ADN e materiais pessoais, revelou também à CNN Brent Blue, médico-legista de Teton.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As instalações do parque de campismo onde foram encontrados os restos mortais vão permanecer encerradas, até porque esta é uma “investigação ativa e contínua”, disse o agente do FBI, de forma a manter o público longe do local respeitando “a privacidade da família de Gabby” e a integridade do trabalho das autoridades. “Como todos os pais podem imaginar, este é um momento incrivelmente difícil para a família e amigos”, lamentou Charles Jones ainda durante a conferência. “Os nossos pensamentos e orações estão com eles”.

No Twitter, o pai da jovem publicou uma fotografia de Gabby num mural com umas asas de anjo escrevendo: “Ela tocou o mundo”.

O FBI continua a apelar a qualquer pista vinda de terceiros que possam ter visto o casal e a respetiva autocaravana onde se deslocavam entre 27 e  30 de agosto.

Gabby, de 22 anos, partiu de North Port, na Florida, em junho, numa viagem de autocaravana pelos Estados Unidos com o noivo, Brian Laundrie, de 23 anos. Porém, a 1 de setembro só Brian voltou para casa tendo-se recusado desde o início a fornecer qualquer informação sobre o possível paradeiro de Gabby. O caso intricou-se e a busca por uma pessoa passou a incluir aquele que é o principal suspeito do desaparecimento de Gabby, uma vez que Brian está também desaparecido desde quinta-feira.

Numa declaração de domingo à noite, Bertolino, o advogado da família de Brian Laundrie, lamentou a notícia e disse ser “de partir o coração”. “A família Laundrie reza pela Gabby e pela sua família”, afirmou. A polícia continua à procura de Brian e alargou a área de buscas para o resto da reserva de Carlton, na Florida.