Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Um dos momentos mais estranhos das grandes ligas europeias de futebol até ao momento, seguramente, e o “tamanho” que está a ganhar nas redes sociais só mostra o quão surreal para uns, ofensivo para outros, foi o momento no final do último Lazio-Inter, em que a equipa de Roma, a jogar em casa no Olímpico, venceu por 3-1 os campeões italianos em título.

Terminado o encontro, o defesa Luiz Felipe, da Lazio, saltou para as cavalitas de Joaquín Correa, jogador do… Inter. Correa rapidamente se tentou afastar do adversário, gerando-se depois um pequeno momento de tensão entre os atletas de ambas as equipas.

O motivo de tal festejo (será?) deverá estar relacionado com o facto de Correa ter saído da Lazio para o Inter esta temporada e, assim, talvez o brasileiro da equipa romana estivesse apenas a “meter-se” com o ex-colega, mas agora adversário sério.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Passados os tais minutos de alguma tensão, o árbitro do encontro, que ainda estava atentamente a olhar para tudo, expulsou Luiz Felipe por considerar o comportamento provocatório e para lá das leis do jogo. O jogador ainda se desfez em lágrimas, tentando justificar a sua atitude, explicando provavelmente que era uma brincadeira entre ex-colegas, mas não resultou.

Resta saber o que vai a Lazio fazer em relação ao cartão vermelho visto pelo seu jogador, se pede recurso ou não, mas caso tudo decorra normalmente, talvez o jogador falhe o próximo, ou próximos jogos da sua equipa.