Índice

    Índice

Recuperamos esta entrevista de vida a Elvira Fortunato de 2016 a propósito da sua indicação para ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Elvira Fortunato nasceu, cresceu e viveu toda a vida em Almada. Mas não se pense que nestes 51 anos de vida a investigadora esteve confinada àquela cidade. A profissão e a forma como se tem destacado na área da Engenharia de Materiais já a levou a correr o mundo e a ser conhecida internacionalmente — ainda que, em certos momentos, tivesse sido tomada não pela cientista que é, mas pela mulher do investigador.

A sua vida é um corrupio, mas vai tentando esticar o tempo para satisfazer todos os convites: desde ser presidente das comemorações do 10 de Junho (em 2015) até ser vice-presidente do grupo de conselheiros do ex-comissário europeu e agora presidente da Câmara de Lisboa Carlos Moedas para a Investigação, Ciência e Inovação.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.