Liberdade de Expressão

Ideologia de Género em Portugal: a agenda (já não tão escondida) do BE?

Autor
  • Bruno Vitorino
2.562

Não admito que utilizem crianças para espalharem/imporem uma doutrina ideológica, que vai de encontro a uma agenda política escondida (ou não), de determinados partidos da extrema esquerda.

Queixas, “queixinhas”, democracia e a liberdade de Expressão

A propósito da minha indignação sobre a ida de uma associação LGBTI a uma escola pública do concelho do Barreiro, para falar sobre orientação sexual para crianças de 11 anos, duas deputadas do Bloco de Esquerda afirmaram que iriam apresentar queixa contra mim à Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG).

Como deputado eleito pelo povo português, democrata e defensor da liberdade de expressão não me deixarei condicionar. Não é com este tipo de queixas, ou melhor, de “queixinhas” que me vão calar. Continuarei a falar sobre este assunto e a exercer o devido contraditório, custe a quem custar, gostem ou não. Que me elegeu, espera isso de mim. Não admito que utilizem crianças para espalharem/imporem uma doutrina ideológica, que vai de encontro a uma agenda política escondida (ou não), de determinados partidos da extrema esquerda.

É indiferente quem se dirige, numa Escola, às nossas crianças? É indiferente o tema a abordar?

Será que é uma associação LGBTI, com pessoas sobre as quais não se conhecem as habilitações e competências, que, numa Escola, se devem dirigir às nossas crianças de 6 ou 11 anos, sobre questões de ”identidade de género” e de “orientação sexual”? Obviamente que não.

Pior ainda é a mistura propositada de conceitos.  ”Sexualidade” não é o mesmo que “orientação sexual”, nem “igualdade de género” é o mesmo que “identidade de género”. São coisas muito distintas.

E o que estas dúvidas têm a ver com homofobia? Obviamente que nada.

A fuga a uma discussão séria sobre o tema

Para aprofundar o tema, um jornal regional convidou-me para um debate com a deputada “queixosa” do BE, Joana Mortágua. Eu aceitei. A deputada do BE recusou.

Mas porque tem o BE e a Sra. Deputada “queixosa” medo de debater comigo? Têm medo de debater o que está em causa? Ou têm medo de ter de vir defender a agenda ideológica que pretendem implementar, à revelia do conhecimento generalizado do povo português?

O BE e a Sra. Deputada “queixosa” são muito rápidos em tentar silenciar quem não pensa como eles, contudo, são também muito rápidos a fugir à discussão séria, livre, pública, democrática e com contraditório, de um tema desta importância.

Terão medo de assumir publicamente, a agenda (já não tão escondida) do BE?

Por mim, afirmo e reafirmo: deixem as crianças em paz!

Deputado à Assembleia da República

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Estados Unidos da América

Lá como cá /premium

Pedro Barros Ferreira

Podiam aprender que a “verdade” absoluta que é fornecida pela CNN tem outros ângulos. Mas nada disso interessa quando já se elegeu o inimigo. E se o inimigo se presta a figuras ridículas, melhor ainda

Liberdade de Expressão

Quem tem medo de Neto de Moura?

João André Costa

Tenho medo de Neto de Moura porque também eu não sei se a liberdade de escrever, de me expressar, não é susceptível de um processo em tribunal e hoje em dia já não tenho a certeza de nada.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)