Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Esta semana foi dramática para a democracia norte-americana. Talvez mais ainda do que a anterior. É certo que nada é mais grave, pelo menos na aparência, do que a invasão do Capitólio, o coração simbólico da democracia. Mas as reações que se seguiram – as posições do Congresso e o encerramento das contas de Donald Trump nas redes sociais – podem ter um impacto mais duradouro do que o ato criminoso que as desencadeou. Senão veja-se.

Logo no início da semana, Nancy Pelosi anunciou que iria escrever a Mike Pence para que ele acionasse a 25ª Emenda, que daria o presidente Donald Trump como inapto para exercer o cargo. Como seria de esperar, o vice-presidente não concedeu e a Câmara dos Representantes votou um novo impeachment, desta vez por “incitamento à insurreição”.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.