Diana Soller

Colunista

dsolleripri@gmail.com
BRICS

“Amigos” Sul-Orientais /premium

Diana Soller

Os BRICS competem por poder e valores diferentes dos ocidentais e sabem que juntos têm mais força. Daí que beneficiem da organização: dá a cada um mais força e prestígio nas suas áreas de influência.

China

Os chineses vestem Prada /premium

Diana Soller

Depois de quatro décadas de crescimento, consolidação e expansão económica internacional não acreditar que Pequim veio para ficar como importante ator no sistema internacional só pode ser uma ilusão.

101
Espanha

A ferida catalã /premium

Diana Soller

Em Espanha, o ressentimento entre unitaristas e separatistas veio para ficar. Sem resolver este problema é legitimo duvidar que alguma legislatura, obrigatoriamente fragmentada, chegue muito longe.

Ocidente

Eleições e Democracia /premium

Diana Soller

Se achámos que as democracias eram resilientes – tão resilientes que as demos por garantidas – quaisquer instituições que as substituam (tendencialmente mais autoritárias) serão resilientes também.

Irão

Danos colaterais /premium

Diana Soller

Nesta contenda a Europa não só foi derrotada diplomaticamente, como a ameaça de sanções se continuar a apoiar o acordo com o Irão a torna um dano colateral na estratégia americana para o Médio Oriente

Rússia

O fator Putin

Diana Soller

A eleição da Putin apenas confirma o que já sabíamos. Que a Rússia é uma ameaça à estabilidade e segurança da Europa. E que todos os estados do continente deveriam ter uma posição concertada.

127
Mundo

A ascensão dos homens-fortes

Diana Soller

Há uma nova geração de homens-fortes que entraram na política internacional com o virar do século e assentaram arraiais. Vierem para ficar, mudaram as constituições e têm larga aprovação da população.

Turquia

Uma bofetada Otomana

Diana Soller

A Turquia está isolada. Quem semeia ventos colhe tempestades. E quem sofre é a população. Afrin tornou-se uma região de refúgio para muitos sírios que fogem de focos mais intensos da guerra civil.

Turquia

Afrin e as escolhas de Erdoğan

Diana Soller

Pela primeira vez na história dois aliados da NATO encontram-se em armas em dois lados diferentes da barricada, o que pode vir a ser a prova dos nove relativamente ao futuro da comunidade de segurança

União Europeia

Cortar o mal pela raiz

Diana Soller

O populismo apenas pode resolver-se com verdadeiras reformas que permitam alargar a classe média; com a moralização da política; e com políticas de criação de empreg. Sem isso, a propaganda ganha.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)