1. O Bloco de Esquerda e muitos dos seus camaradas das ruínas socialistas, sobretudo os que trabalham no Centro de Estudos Sociais na Universidade de Coimbra, passaram anos a defender e a elogiar o regime chavista na Venezuela. A Venezuela de Chávez simbolizava a resistência ao “imperialismo” norte-americano. Lembro-me muito bem como as nossas esquerdas, durante a primeira década deste século, não perdiam uma oportunidade para elogiar Chávez e atacar George W. Bush.

O “chavismo” também era visto como um modelo para países europeus como Espanha e Portugal. Era o socialismo do século XXI. E a verdade é que há mesmo socialismo na Venezuela. Chávez começou por partidarizar as Forças Armadas. Depois controlou a comunicação social. Nacionalizou as grandes empresas dos sectores económicos mais importantes do país. Por fim, o seu sucessor, Nicolas Maduro, violou direitos humanos de uma forma sistemática, colocou adversários nas prisões, apenas por razões políticas e ideológicas, e executou golpes constitucionais.

Qual foi o resultado do socialismo na Venezuela? Fim do Estado de direito, presos políticos, poder quase absoluto do Estado, conflitos e pilhagens nas ruas, pobreza extrema, fome e agora milhares de refugiados. Vale a pena comparar o regime socialista da Venezuela com os governos capitalistas da vizinha Colômbia, governada há mais de uma década por presidentes de centro-direita. Enquanto na Venezuela o regime agravou os confrontos internos, os governos burgueses da Colômbia estão a construir a paz. Na Venezuela, o regime impôs uma ditadura; na Colômbia a democracia consolidou-se. A pobreza aumenta na Venezuela. A Colômbia está a caminho de se tornar na segunda maior economia da América do Sul. Entende-se que os antigos partidários do chavismo tenham dificuldades em defender o legado socialista na Venezuela.

Há um ponto que deve ser sublinhado. Chávez e Maduro não se afastaram do socialismo. Pelo contrário, eles implementaram mesmo um regime socialista. Como todas as outras experiências socialistas do século XX, o socialismo na Venezuela acabou numa ditadura, na pobreza, na miséria e com refugiados a fugirem para países capitalistas.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.