250kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui.

João Marques de Almeida

Colunista

Nasci em Luanda, em 1965. Licenciei-me em Relações Internacionais na Universidade Lusiada, depois fiz o Mestrado também em Relações Internacionais na Universidade de Kent, no Reino Unido e, a seguir, o Doutoramento em Relações Internacionais e Ciencia Politica na London School of Economics. Em Portugal dei aulas de Relações Internacionais e de Ciência Poltica na Universidade Lusíada, na Universidade de Coimbra e no Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica. Fui assessor e, depois, Director do Instituto da Defesa Nacional, entre 2004 e 2006. Fiz igualmente investigação no Instituto Português de Relacoes Internacionais (IPRI). Em 2006, fui trabalhar para a Comissão Europeia, como assessor político de Durão Barroso, onde permaneci até ao final de 2012. Em Janeiro de 2013, regressei a Londres, para trabalhar no sector privado numa consultora, a Holdingham Group.

Artigos publicados

Futebol

Parabéns ao Sporting /premium

O principal mérito vai para o treinador, Rúben Amorim. No princípio da carreira, já se percebeu que será um grande treinador. Tem um sistema de jogo bem definido, onde os jogadores sabem o que fazer.
Política

O PS ocupa, mas os portugueses resistem /premium

196
Para quem está nas direitas, o nosso país passa por um momento bem complicado. O PS ocupa o Estado, o BE radicaliza a sociedade e o PCP “educa” – ou melhor deseduca – os nossos jovens nos liceus.
Extrema Esquerda

Ferro Rodrigues: um revolucionário zangado /premium

416
Sérgio Sousa Pinto representa o PS livre e moderado que Pedroso e a ala radical dos socialistas, e Louçã e o Bloco, querem derrotar de vez. O que não falta em Portugal são revolucionários zangados.
25 de Abril

Para eles o 25 de Abril foi a revolução socialista /premium

553
A negação do direito de celebração do 25 de Abril, quando a Revolução foi feita para todos os portugueses, é uma decisão profundamente anti-democrática. É a “liberdade” na versão socialista.
Operação Marquês

Sócrates “mercadejou”, e o PS também “mercadeja”? /premium

686
Não foi o cidadão José Sócrates que mercadejou. Quem mercadejou foi o Primeiro Ministro. Foi o cargo que lhe deu o poder para mercadejar. E o PM Sócrates, na altura em que mercadejou, era líder do PS.
França

Será Marine Le Pen a próxima Presidente de França? /premium

Há duas verdades que se têm repetido na história europeia. Mesmo quando as coisas estão más, podem sempre piorar. E há momentos em que a destruição é inevitável, mesmo quando está à frente dos olhos.
Câmara Municipal Lisboa

Moedas tem ideias e algumas delas são liberais /premium

Há uma diferença fundamental entre as 2 candidaturas. Moedas candidata-se para servir a cidade e melhorar a vida dos lisboetas. A candidatura de Medina faz parte da estratégia de poder do PS no país.
Relações Internacionais

Biden acredita na Guerra Fria /premium

101
Biden é o oposto de Trump. Foi educado na Guerra Fria, lutou pela vitória dos EUA contra a URSS, acredita na NATO. Trata a Rússia como uma ditadura e ataca Pequim pelas violações dos direitos humanos.
PS

Esqueçam o centro reformista: morreu em 2015 /premium

119
Só há uma maioria reformista possível: uma aliança entre o centro direita e o povo português. Até isso acontecer Portugal continuará um país paralisado a empobrecer. Não é uma opinião. É uma evidência
António Costa

O Sr. PM não entende nada sobre o liberalismo /premium

554
O que os liberais não defendem é um Estado que ameace a liberdade individual, a independência dos tribunais ou um sistema onde as elites políticas têm acesso a serviços que os outros cidadãos não têm.
Governo

O Estado socialista é o responsável pela pobreza /premium

2529
O dinheiro que vem de Bruxelas não vai apoiar o aparecimento e o crescimento das chamadas empresas de inovação. E por uma razão muito simples: o governo socialista não acredita na iniciativa privada.
Justiça

As esquerdas ameaçam a democracia e as liberdades /premium

1369
Hoje, há um governo em Portugal que não respeita a independência do poder judicial, e coloca os seus interesses políticos e partidários antes do estado de direito e da competência dos juízes.
Política

Esquerdas desprezam o seu eleitorado tradicional /premium

198
Muitos dos dirigentes do Bloco e do PS não entendem que muito do eleitorado tradicional de esquerda concorda com a opinião do novo Presidente do TC, João Caupers, sobre a “minoria gay".
Democracia

Salvini e Ventura /premium

A cultura política europeia é predominantemente de integração, de inclusão. Mais tarde ou mais cedo, muitos dos partidos radicais acabam por ser integrados no sistema político. Veja-se Salvini.
Política

O Portugal socialista: um Estado falhado /premium

1820
Já apareceram vozes a pedir um Governo de salvação nacional. É um erro e, mais uma vez, apenas serviria para o PS fugir quando leva o país ao desastre. Não haja qualquer dúvida.
Presidenciais 2021

A direita que se assusta com o PS /premium

140
A diabolização do Chega visa afastar a direita do poder, quer do governo, depois das eleições legislativas, como da Presidência em 2026.
Coronavírus

Não, senhor PM, a culpa não é dos portugueses /premium

893
Se o exemplo e a autoridade de um PM são sempre importantes, em tempos de pandemia são essenciais. Como é que os portugueses podem acreditar na palavra do PM depois da tanta incoerência e oportunismo?
Justiça

O momento Orban de António Costa /premium

153
O ataque a Paulo Rangel foi um ataque aos seus eleitores e à democracia portuguesa. A declaração de António Costa é própria de um ditador, e não de um primeiro ministro de um país democrático.
Presidenciais 2021

Presidente da República ou Rainha de Inglaterra? /premium

714
O Governo mente em Portugal e mente na Europa. Este modo de exercer o poder ameaça a democracia e o Estado de Direito. Marcelo sabe isto tão bem como todos nós. Deveria ser muito mais duro do que é.
Política

Passos Coelho não voltará para repetir o que fez /premium

1080
O Passos Coelho da austeridade nunca mais voltará. Se voltar, será o Passos Coelho do crescimento económico, rumo no qual deixou Portugal quando abandonou São Bento.
A página está a demorar muito tempo.