Ciência

Vídeo. Esta é a melhor ilusão ótica do ano

121

Os prémios Best Illusion of the Year premeiam as melhores ilusões óticas do ano. A vencedora deste ano chama-se "Shape from motion only" e foi criada por investigadores da Universidade de Telavive.

Quer acredite ou não, esta é a melhor ilusão ótica do ano

O concurso Best Illusion of the Year premeia o engenho e a criatividade das ilusões óticas que mais se destacaram em 2017. Os prémios são entregues desde 2005 e o vencedor da edição deste ano já é conhecido.

Hedva Spitzer, Niv Weisman e Dana Rearosh, engenheiros da Faculdade de Engenharia da Universidade de Telavive, criaram a ilusão “Shape from motion only”. Desenharam um fundo aparentemente homogéneo e estático que, quando se mexe, desvenda coelhos, uma pessoa a dançar ou até o famoso “copo de Rubin” – uma mítica ilusão que representa uma dupla visão, a de uma taça e a de dois rostos que estão frente a frente.

De acordo com os próprios investigadores, “os objetos e os fundos foram criados piscando e apagando os pixéis, a única diferença traduz-se nas propriedades temporais, onde jogamos com fenómenos estáticos, formas e tamanhos”.

O resultado final é um exemplo incrível de como os circuitos de movimento e forma do cérebro são capazes de interagir para nos ajudar a interpretar os objetos que temos à nossa volta. O júri do concurso revelou que deu o primeiro prémio a esta ilusão pelo potencial de mergulhar nos mecanismos do nosso sistema visual.

Mas isto é tudo um pouco confuso a menos que o veja. Não distingue qualquer forma. Mas, quando se mexe, as formas são evidentes e descodificamos o “copo de Rubin”. Se a imagem não estivesse em movimento, não teríamos visto nada.

Animated GIFs - Find & Share on GIPHY

Para além de “Shape from motion only”, o concurso contava com inúmeras ilusões absolutamente incríveis. Veja três das concorrentes ao prémio de melhor ilusão ótica do ano e o vídeo completo da vencedora.

“Sky Blue Café Wall Illusion”

Descrição do autor: “as linhas azuis escuras parecem inclinadas? Surpresa! Estão completamente direitas e em filas paralelas. As linhas parecem inclinadas devido aos contrastes e às variantes de luz e cor assim como aos ângulos variantes dos ‘diamantes’ nas interseções”.

“Dynamic Muller-Lyer Illusion”

“Esta ilusão prova que um segmento pode parecer visualmente maior ou menor dependendo do sentido da seta nas suas extremidades”.

“TILLA at the beach”

A filha do autor estava a desenhar o seu nome, Tilla, na areia, com um pau. Joel Ydring teve a ideia de explorar a profundidade, usando simplesmente a câmara do telemóvel.

E, por fim, a proposta vencedora.

“Shape from motion only”

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Governo

Quem tem a palavra final? Costa ou Centeno?

Margarida Mano
166

As Finanças dizem não ter dinheiro para cumprir o prometido ao Ensino Superior. Daí a pergunta: vai a palavra dada pelo primeiro-ministro ser honrada? Ou impõe-se de novo a falta de liquidez do país?

Fátima

Milagres, Ciência e Fé

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
424

O milagre não se contrapõe à ciência, nem à razão, antes a reconhece e confirma. A fé não é uma crença irracional, mas um conhecimento razoável.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site