Logo Observador

Explicador

12 questões para perceber a “revolta” dos taxistas contra a Uber

28 Abril 2016215
Ana Pimentel

Como se defende a Uber da falta de licenças?

Pergunta 6 de 12

Na carta que enviou ao deputado Bruno Dias, do PCP, Rui Bento explicou que as empresas parceiras da Uber estão licenciadas de acordo com a legislação em vigor e que inclui Táxis Letra A, Táxis Letra T, operadores turísticos e empresas de rent-a-car.

Os taxistas têm argumentado que o tipo de serviços que estas empresas parceiras prestam são ocasionais e não nasceram para transportar pessoas ao ritmo que a Uber faz. Em entrevista ao Observador, Rui Bento afirmou que a Uber veio potenciar estes serviços, que já estavam previstos na lei, mas também reconhece que a atual lei não foi escrita a pensar em plataformas tecnológicas e na Uber, em específico.