Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Anorética, má atriz e detestada por todos, foi assim que Keira Knightley se descreveu numa entrevista à Elle britânica. A atriz de 29 anos desinibiu-se e confessou as dificuldades em crescer debaixo dos holofotes da fama. “Durante muito tempo [os entrevistadores] diziam: ‘és uma péssima atriz, anorética e as pessoas odeiam-te’, o que para uma adolescente é uma coisa muito estranha”.

Knightley estreou-se como atriz com apenas sete anos, em performances para a televisão britânica. A grande oportunidade, porém, chegou em 1999, aos 14 anos, no filme Star Wars: Episódio I- A Ameaça Fantasma. Os hábitos normais de uma adolescente foram progressivamente substituídos por ensaios e filmagens. Mas a atriz que ascendeu à fama com o contributo de filmes como Joga como Beckham e Piratas das Caraíbas – A maldição do Pérola Negra admite que não mudaria nada. “Não me arrependo. Não faria a minha vida de forma diferente, mesmo tendo passado por isso…”, contou na edição de julho da revista, da qual é tema e foto de capa.

Com o estrelato a atrapalhar a juventude, a atriz garante que desencorajaria a filha, caso tivesse uma, a prosseguir uma carreira semelhante. “Dir-lhe-ia absolutamente que não. (…) Deve-se sair [à noite] e ficar incrivelmente bêbedo, passar por situações ridículas e cometer erros. É isso que aquele período na vida representa e devemos fazer essas coisas em privado”.

Para a Elle UK, Keira Knightley foi fotografada por Thomas Whiteside e vestiu as coleções de outono/inverno de marcas como Saint Laurent, Dolce & Gabbana, Miu Miu e Gucci. O making of da produção pode ser visto aqui.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR