Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

É mais do que uma supermodelo. Elle Macpherson ficou universalmente conhecida, em 1986, pela alcunha “O Corpo”. O motivo? As medidas “perfeitas” e o facto de ter sido capa da Sports Illustrated por cinco vezes. Aos 50 anos, o Telegraph confirma a beleza da australiana que, em entrevista, disse achar-se mais bonita do que nunca. “Não penso que a beleza esteja só reservada para a juventude. Acho que, hoje em dia, as mulheres querem sentir-se bonitas, não jovens”.

Na opinião da loira com 1,83 de altura, as mulheres querem sentir-se bem e não comportar-se, necessariamente, como adolescentes. Depois de décadas na indústria da moda, Macpherson explica que quando vê fotografias suas de anos anteriores acha-se bonita, mas, à semelhança de muitas mulheres, admite a falta de confiança. “Consigo ver a insegurança estampada no meu rosto, a tentar ser algo que não era”. Agora, “a minha ambição tem sido ‘navegar’ esta fase da minha vida com graça e sinto que estou a fazer isso. Vejo as minhas prioridades a mudar”.

NEW YORK, NY - APRIL 10:  Elle Macpherson attends the JCPenney launch of THE BODY by Elle Macpherson Intimates at the JCPenney Showroom on April 10, 2014 in New York City.  (Photo by Stephen Lovekin/Getty Images for JCPenney)

Stephen Lovekin/Getty Images

Apesar de apelar ao conceito de beleza em qualquer idade, Macpherson não descarta a ideia de que as modelos têm de ser magras para desempenhar o papel em causa. Quando questionada, pelo Telegraph, sobre o assunto responde que o tema é uma crítica sem sentido. “Os jóqueis são muito pequenos. E? Os jogadores de futebol [americano] são muito grandes. E? Temos tipos de corpos especiais para trabalhos particulares”.

Somando dois filhos e dois casamentos, Elle foi além da carreira de modelo. Ganhou experiência e transformou a sua reputação numa marca de amplo sucesso. Hoje, é diretora criativa da empresa de lingerie Elle Macpherson Intimates. O negócio já rendeu milhões de euros à volta do globo. Mas outras iniciativas profissionais foram tomando forma. Macpherson chegou a apresentar e a ter o cargo de produtora executiva de reality shows associados à moda, em ambos os lados do Atlântico.

 

JFK05;, US-GLAAD, AWARDS-MACPHERSON,

Elle em 2000. AFP/Getty Images