Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Até à data o comboio mais rápido tinha selo chinês, o Shangai Manglev, que ultrapassava os 400 quilómetros por hora. Agora, também no continente asiático esse recorde pode ser ultrapassado pelo Japão que está a desenvolver um comboio que poderá atingir os 500 quilómetros por hora. Houve até uns sortudos que já puderam andar na viagem de teste com passageiros, cujos carris e equipamentos só estarão finalizados em 2027.

https://www.youtube.com/watch?v=2MsjvsAX-Og

A excitação dos passageiros só é ultrapassada pela velocidade do comboio que, segundo o Daily Mail, passará a fazer o percurso entre Tóquio e Nagoia em apenas 40 minutos sendo que atualmente demora 80. O site Vox questiona quando é que esta tecnologia poderá chegar aos EUA. A BBC garante que o comboio “levita” acima dos carris”.

Os comboios de levitação magnética transitam numa linha elevada sobre o chão, propulsionados pelas forças do magnetismo através do uso de supercondutores. Também a China conseguiu fazer uma linha deste tipo, o transrapid de Xangai, que faz uma curta viagem de 30 quilómetros em oito minutos. A linha japonesa é mais extensa e promete deixar o comboio bater recordes. O desafio é grande: um TGV francês atingiu já os 574 kms/hora. Mas o protótipo japonês fez, em testes, 582 kms/hora. Próxima paragem?  

 

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR