Os portugueses Linda Martini vão dar três concertos em março, no Musicbox, em Lisboa, nos quais revisitarão na íntegra os dois primeiros EP e os dois primeiros álbuns, foi anunciado esta quarta-feira.

A banda rock reeditará em março, em CD e em vinil, toda a discografia publicada antes de “Turbo lento” (2013), por ter tido tiragens reduzidas, e essas reedições dão o mote para os três concertos em Lisboa, de 26 a 28 de março. “Linda Martini” e “Marsupial” vão unir-se num vinil duplo, “Olhos de mongol” e “Casa Ocupada” vão ser reeditados em CD e vinil, em separado.

No dia 26 apenas tocarão os EP “Linda Martini” (2005) e “Marsupial” (2008), no dia seguinte recordarão o primeiro álbum, “Olhos de Mongol” (2006) e, no último dia, interpretarão “Casa Ocupada” (2010). De fora ficam “Turbo lento” (2013) e o EP ao vivo “Intervalo” (2009).

Esta residência dos Linda Martini no Musicbox acontece um ano depois de uma iniciativa semelhante feita pelos You Can’t Win Charlie Brown, na mesma sala do Cais do Sodré. Os bilhetes são diários, custam 10 euros e estão à venda, a partir de hoje, na Bilheteira Online.

André Henriques, Cláudia Guerreiro, Hélio Morais e Pedro Geraldes, surgiram em 2003, juntamente com o guitarrista Sérgio Lemos, que abandonou a banda em 2008.

Ensaiavam nos estúdios Black Sheep, em Lisboa, e iam trabalhando nas canções, até serem editadas num EP, homónimo, em 2005, primeiro de uma discografia que os colocava no punk rock e no pós-rock em português. Apesar de as letras serem escritas, na maioria, pelo vocalista e guitarrista André Henriques, o processo de composição é partilhado por todos e, por isso, ficam registadas as várias sensibilidades, explicaram à Lusa quando lançaram “Turbo lento”.

Além dos três concertos em Lisboa, os Linda Martini darão outros três, mas com o alinhamento habitual: no dia 19, no Teatro de Vila Real, no dia 20, no Teatro Municipal da Guarda e, no dia 21, no Teatro Aveirense.